1. Início
  2. / Construção
  3. / Bilhões perdidos: ilhas artificiais de Dubai para milionários abandonadas e afundando – A promessa de um paraíso exclusivo se transformou em um fracasso monumental
Tempo de leitura 3 min de leitura Comentários 1 comentários

Bilhões perdidos: ilhas artificiais de Dubai para milionários abandonadas e afundando – A promessa de um paraíso exclusivo se transformou em um fracasso monumental

Escrito por Valdemar Medeiros
Publicado em 25/06/2024 às 08:42
Bilhões perdidos: ilhas artificiais de Dubai para milionários abandonadas e afundando - A promessa de um paraíso exclusivo se transformou em um fracasso monumental
Foto: Ilhas artificiais de Dubai/Divulgação

Dubai investe bilhões em um projeto para construir ilhas artificiais. Conheça o The World, um conjunto de ilhas artificiais em Dubai que foi abandonado devido à sua inviabilidade.

Com a missão de reduzir a dependência do petróleo como principal fonte de recursos, Dubai investiu em diversos projetos imobiliários grandiosos. Um dos mais notáveis foi The World, um conjunto de 300 ilhas artificiais projetadas para formar a silhueta do mapa-mundi. Destinadas a milionários, essas ilhas simbolizavam a visão inovadora e audaciosa de Dubai. No entanto, o projeto enfrentou inúmeros desafios e acabou sendo abandonado devido à sua inviabilidade.

Ilhas artificiais de Dubai abandonadas receberam investimentos bilionários

O apelo visual e as possibilidades das ilhas artificiais de Dubai abandonadas, nasceram em 2003 e despertaram diversos olhares, visto que quem adquirisse uma das ilhas poderia construir sua própria mansão e ser o único morador na ilha da Espanha, por exemplo. Não é à toa que mais da metade dessas ilhas artificiais foram vendidas antes mesmo de serem lançadas.

Com investimento inicial de 12 bilhões de libras, algo próximo a R$ 68,5 bilhões na cotação atual, o The World seria composto por pequenas ilhas artificiais de Dubai, cujo tamanho deveria variar de 1,4 a 4,2 hectares. Para construir esse empreendimento, foram usados 321 milhões de m³ de areia e 386 milhões de toneladas de pedra, abrangendo uma área aproximada de 54 km².

Contudo, apesar de 60% do seu complexo ter sido, de fato, vendido, o projeto está parado a anos, tendo em vista que as pessoas não planejam se mudar para viver nas ilhas artificiais de Dubai afundando e abandonadas. Apenas quatro ilhas foram desenvolvidas e uma delas, inclusive, é sede do projeto piloto que foi entregue ao jogador de futebol Cristiano Ronaldo.

Ilhas artificiais de Dubai afundando: entenda a inviabilidade do projeto

Um dos fatores que podem ter influenciado o abandono do projeto é seu isolamento. Isso porque a viagem entre as ilhas artificiais de Dubai e o continente precisam ser feitas por via marítima, prejudicando a mobilidade.

A famosa Palmeira Jumeirah, em Dubai, por exemplo, é conectada ao continente por meio de uma ponte. Levando a exploração comercial a outro patamar, este projeto, também baseado em ilhas artificiais, consiste em um complexo formado por marinas, resorts de férias, 4 mil habitações e grandes hóteis e centros comerciais.

O maior problema é que as ilhas artificiais de Dubai afundando e abandonadas do The World estão acelerando o aparecimento dos primeiros sintomas de erosão nos canais que circulam as ilhas e na silhueta, transformando-as em terraços desertos de areia. Observando a crescente crise climática, esses tipos de iniciativas são colocados à prova. De acordo com informações do Greenpeace, as ilhas artificiais de Dubai estão afundando a uma taxa de 5 mm por ano. O que fica é o questionamento de como Dubai lidará com essa questão.

Ilhas artificiais de Dubai seriam usadas para evitar o petróleo

O objetivo do país para a realização deste projeto ressoa novamente em cada apresentação do NEOM: dissociar o futuro do país dos combustíveis fósseis e garantir a viabilidade a longo prazo quando a busca por petróleo e gás diminuir.

A visão dos Emirados Árabes Unidos era de encontrar um meio de substituir a sua dependência do petróleo como principal fonte de recursos. E a escolha foi o negócio imobiliário, segundo o professor Alastair Bonnett, geógrafo da Universidade de Newcastle.

É importante mencionar que além das ilhas artificiais de Dubai abandonadas, o país terá uma nova megaconstrução. Trata-se da inauguração de uma nova ilha artificial em sua costa. Batizada de The Island, a ilha terá 10,5 hectares de área e deve custar cerca de 4,4 bilhões de dirhams, ou seja, mais de R$ 5,8 bilhões.

Inscreva-se
Notificar de
guest
❗❗❗Faça login para poder postar links, fotos, conectar com pessoas e muito mais. Seu perfil pode ser visto por mais de 1 milhão de usuários todos os dias😉
1 Comentário
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Valdemar Medeiros

Jornalista em formação, especialista na criação de conteúdos com foco em ações de SEO. Escreve sobre Indústria Automotiva, Energias Renováveis e Ciência e Tecnologia

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x