Apesar do cenário, exportador de carne bovina do Brasil espera por recorde em 2020

Roberta Souza
por
-
08-05-2020 09:58:58
em Economia, Negócios e Política
exportações, carne de boi, china, EUA, brasil exportações, carne de boi, china, EUA, brasil

As exportações de carne bovina do país devem superar o recorde de 2019 e registrar US$ 8 bilhões neste ano

2020, ano de altos e baixos. Para o setor produtor de carne bovina, principalmente para os exportadores do produto, o ano de 2020 deverá ser marcado por um novo recorde e gerar 8 bilhões de dólares em divisas neste ano, de acordo com o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), Antônio Jorge Camardelli.

Veja ainda outras notícias:

Para este ano, de acordo com os dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) compilados pela Abiec, o maior exportador global da proteína poderá embarcar mais de 2 milhões de toneladas, o que representa 130 mil a mais do que 2019, quando o volume já havia crescido 12,4% ante 2018.

Camardelli informou que a China segue como o principal destino das exportações de carne de boi. 26,7% das compras (494 mil toneladas) no último ano, foram para os chineses. O faturamento do volume exportado para o país foi de 2,67 bilhões de dólares.

Vale lembrar que em fevereiro deste ano, o Brasil voltou a exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos, melhorando a competitividade da cadeia. “Frigoríficos (do Brasil) que ainda não alcançaram a China podem acessar os EUA”, afirmou Camardelli.

Mais do que China e Estados Unidos, o presidente da Abiec informou que o país ainda não atinge cerca de 40% dos mercados importadores. “Queremos participar de países como Japão, Coreia do Sul, México e Canadá, e com isto ampliar cada vez mais nossa participação nos mercados mundiais”.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe