Início Apesar do cenário, exportador de carne bovina do Brasil espera por recorde em 2020

Apesar do cenário, exportador de carne bovina do Brasil espera por recorde em 2020

8 de maio de 2020 às 09:58
Compartilhe
Siga-nos no Google News
exportações, carne de boi, china, EUA, brasil
exportações, carne de boi, china, EUA, brasil

As exportações de carne bovina do país devem superar o recorde de 2019 e registrar US$ 8 bilhões neste ano

2020, ano de altos e baixos. Para o setor produtor de carne bovina, principalmente para os exportadores do produto, o ano de 2020 deverá ser marcado por um novo recorde e gerar 8 bilhões de dólares em divisas neste ano, de acordo com o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), Antônio Jorge Camardelli.

Veja ainda outras notícias:

Para este ano, de acordo com os dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) compilados pela Abiec, o maior exportador global da proteína poderá embarcar mais de 2 milhões de toneladas, o que representa 130 mil a mais do que 2019, quando o volume já havia crescido 12,4% ante 2018.

Camardelli informou que a China segue como o principal destino das exportações de carne de boi. 26,7% das compras (494 mil toneladas) no último ano, foram para os chineses. O faturamento do volume exportado para o país foi de 2,67 bilhões de dólares.


Vale lembrar que em fevereiro deste ano, o Brasil voltou a exportar carne bovina in natura para os Estados Unidos, melhorando a competitividade da cadeia. “Frigoríficos (do Brasil) que ainda não alcançaram a China podem acessar os EUA”, afirmou Camardelli.

Mais do que China e Estados Unidos, o presidente da Abiec informou que o país ainda não atinge cerca de 40% dos mercados importadores. “Queremos participar de países como Japão, Coreia do Sul, México e Canadá, e com isto ampliar cada vez mais nossa participação nos mercados mundiais”.


Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.


Facebook
Facebook

Twitter
Twitter

LinkedIn
LinkedIn

YouTube
YouTube

Instagram
Instagram

Telegram
Telegram

Google News
Google News

Relacionados
Mais recentes