1. Início
  2. / Economia
  3. / Além de alcançar lucro recorde em 2021, a Petrobras emplacou R$ 30 bilhões em venda de ativos, entre eles algumas refinarias
Tempo de leitura 4 min de leitura

Além de alcançar lucro recorde em 2021, a Petrobras emplacou R$ 30 bilhões em venda de ativos, entre eles algumas refinarias

Escrito por Roberta Souza
Publicado em 27/02/2022 às 11:16
Petrobras, ativos, refinaria
Foto: Reprodução Google Imagens (via Money Times)

As transações da Petrobras em venda de ativos de refinaria foram responsáveis por diminuir 17 bilhões de dólares das dívidas da estatal

Em 2021, a Petrobras obteve um lucro recorde de R$ 106 bilhões, e isto se tornou o maior destaque do estudo financeiro anual da companhia, divulgado nesta última semana. Entretanto, a empresa possui outra ação ganhando visibilidade: a venda de R$ 30 bilhões em ativos.

Leia também:

Sendo a maior companhia brasileira, a refinaria de petróleo diminuiu sua alavancagem, ou seja, a medida em que é calculado o tempo necessário para quitar dívidas de uma instituição, para 1,1x, em razão da venda de muitos de seus ativos.

Segundo a matéria de Victor Sena para o site Exame, somente no ano passado foram vendidos 22 ativos, como a BR Distribuidora, a Refinaria Landulpho Alves e alguns outros campos de petróleo que não apresentavam vantagens à estatal. Atualmente, a BR Distribuidora se chama Vibra, e a Refinaria Landulpho Alves (RELAM) foi adquirida por um fundo árabe.

Além disso, outras 6 refinarias estão para ser vendidas, o que corresponde ao projeto de maior ambição de desinvestimentos da Petrobras. Conforme um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, ela necessita ceder o monopólio do refino de petróleo no país. A refinaria Isaac Sabbá (REMAN) já teve a confirmação da venda, porém a transação deve ser computada somente no balanço de 2022.

O total arrecadado com a venda efetiva dos 22 ativos foi de 30 bilhões de reais. A quantia revelada pela Petrobras foi em dólares (5,51 bilhões).

É necessário destacar também que a venda de ativos não apresenta ligação direta com lucros, mas sim com a diminuição de dívidas. O lucro recorde da Petrobras foi atingido com a ampliação da receita de vendas, visto que o preço do barril de petróleo disparou, bem como a venda de derivados.

Desde o plano de estratégias de 2015, depois da operação Lava Jato, a Petrobras tem investido muito na exploração e produção de petróleo mais rentável, no pré-sal. Assim, outras negociações vêm parando desde a administração de Pedro Parente, que comandava a empresa nessa época.

A intenção da Petrobras por trás dessa estratégia é permanecer competitiva em um contexto em que o petróleo possa sofrer queda do preço, levando em conta a força das energias renováveis. 

Estações de petróleo pouco eficientes, como em águas rasas ou terrestres, têm sido vendidos pela Petrobras desde 2020, assim como negócios ligados à distribuição, refino, energia e gás natural também.

O que está em foco é de fato o pré-sal, no qual o valor da extração do barril foi de somente 2,7 dólares no ano passado. Conforme dados publicados pela estatal, esse valor em terra sobe para 14 dólares. Atualmente, o pré-sal equivale a 70% da produção da companhia.

Ilan Albertman, analista de petróleo da Ativa Investimentos, explica: “Quando você vende campos rasos e terrestres, por exemplo, você tem menos margem, tem menos custo, e aí você tem ganhos indiretos no balanço, tem reflexos indiretos. Essas vendas de campos foram importantes para baixar o endividamento. A Petrobras tinha que atingir 60 bilhões de dólares de endividamento no fim de 2022 e conseguiu atingir isso 18 meses antes”.

No ano passado, o EBITDA da Petrobras correspondeu a 234,1 bilhões. De acordo com Ilan, esse valor não mostra somente a receita e o lucro líquido, mas sim o tanto que a empresa está financeiramente saudável, em razão do investimento no pré-sal.

Confira a lista dos empreendimentos que a Petrobras vendeu efetivamente em 2021:

Ativos de distribuição, refino, energia e gás natural

  • Distribuídora PUDSA, no Uruguai
  • BR Distribuidora
  • Usinas térmicas Breitener 
  • Bsbios (Empresa de biodiesel)
  • Térmica e hidrelétrica CEM e TEP
  • GasLocal (Empresa de Gás Natural)
  • Eólicas Mangue Seco 1, 2, 3 e 4
  • NTS (Transportadora de Gás Natural)
  • Refinaria Landulpho Alves
  • 3 usinas termelétricas Polo Camaçari

Ativos de exploração e produção

  • Campo de Frade
  • Campos terrestres P.Cricaré 
  • Campos terrestres P. Miranga
  • Campos terrestres P.Remanso-BA
  • Lapa
  • Dó-Ré-Mi e Rabo Branco
  • P. Rio Ventura

Além desses, a Petrobras conseguiu vender, já no início de 2022, campos terrestres do Polo Alagoas. Outros ativos também já tiveram a negociação firmada, porém não deram início à transação, como os campos em terra Potiguar e Ventura, no Nordeste, e a Gaspetro, companhia de gás natural.

Roberta Souza

Engenheira de Petróleo, pós-graduada em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos

Compartilhar em aplicativos