Início SSAB, siderúrgica sueca líder na fabricação de aços de alta resistência, planeja novo sistema de produção nórdico que promete redução de emissões de mais de 8 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano

SSAB, siderúrgica sueca líder na fabricação de aços de alta resistência, planeja novo sistema de produção nórdico que promete redução de emissões de mais de 8 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano

25 de fevereiro de 2022 às 13:14
Compartilhe
Siga-nos no Google News
aço - siderúrgica - produção - preço - Suécia - Finlândia
SSAB – Google

O investimento de 45 bilhões de coroas suecas (equivalente a mais de R$ 25 bilhões) permitirá uma redução de cerca de 10% nas emissões totais de dióxido de carbono da Suécia e cerca de 7% na Finlândia.

A SSAB, siderúrgica sueca líder na fabricação de aços de alta resistência, está liderando a transição verde na indústria do aço por meio da iniciativa exclusiva HYBRIT junto com seus parceiros. Um plano de transformação foi traçado em cada unidade de produção para eliminar todas as emissões da siderúrgica durante os próximos dez anos, por volta de 2030, tempo consideravelmente mais rápido do que o objetivo anterior, que era até 2045 (15 anos antes do anunciado anteriormente). Isso significará uma redução de emissões de mais de 8 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano, em comparação com os níveis atuais.

Leia também

O Conselho da SSAB tomou uma decisão para transformar fundamentalmente a produção nórdica de tiras e acelerar a transição verde da empresa. A decisão foi tomada em um contexto de forte crescimento da demanda por aço livre de combustíveis fósseis.

O plano é substituir o sistema existente por uma nova tecnologia de mini-mill, o que resultará em um programa de produtos mais amplo e melhor posição de custo. O objetivo é eliminar em grande parte as emissões de dióxido de carbono por volta de 2030, 15 anos antes do anunciado anteriormente. No entanto, para alcançar esta meta, a infraestrutura necessária, principalmente o acesso à eletricidade livre de combustíveis fósseis, deve estar pronta à tempo.

“Nossos clientes estão exigindo produtos isentos de combustíveis fósseis da SSAB. Podemos resolver os desafios técnicos e temos uma forte posição financeira. Se conseguirmos resolver a questão do fornecimento de energia e das licenças ambientais em conjunto com a sociedade, poderemos fazer a transição 15 anos antes do plano comunicado anteriormente. Podemos financiar o plano por meio de nosso próprio fluxo de caixa, resultando em um programa de produtos mais amplo e um melhor custo”, diz Martin Lindqvist, presidente e CEO da SSAB.  

O investimento permitirá uma redução de cerca de 10% nas emissões totais de dióxido de carbono da Suécia e cerca de 7% na Finlândia.

Novo sistema de produção devem totalizar aproximadamente 45 bilhões de coroas suecas (equivalente a mais de US$ 4 bilhões e R$ 25 bilhões) durante 2022-2030

A intenção é transformar o sistema de produção nórdico da SSAB com base na estratégia de negócios atual. O novo sistema significará maior capacidade para produtos premium, uma melhor posição de custo e produção livre de combustíveis fósseis. Sob o novo plano, as unidades de produção de Luleå e Raahe serão transformadas em mini-mills econômicas, com fornos elétricos a arco e laminadores. Já as unidades Borlänge e Hämeenlinna serão desenvolvidas de acordo com os novos processos de produção.

Os investimentos estratégicos no novo sistema de produção de tiras devem totalizar aproximadamente 45 bilhões de coroas suecas (equivalente a mais de US$ 4 bilhões e R$ 25 bilhões) durante 2022-2030. Ao mesmo tempo, isso eliminará a necessidade de investir em sistemas existentes com altos-fornos, siderúrgicas e laminadores.

O investimento resultará em uma oferta mais ampla de produtos premium da SSAB, como aço de alta resistência (AHSS) e aço temperado e revenido (Q&T). Um programa dimensional ampliado com tolerâncias aprimoradas aumentará a oferta para a indústria automotiva, entre outras.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes