Curso Soldador Subaquático SENAI – Uma das profissões mais perigosas do mundo

Paulo Nogueira
por
-
07-06-2017 23:53:27
em Cursos
Soldador Subaquático - umas das profissões mais rentáveis do mundo

Quem ministra o curso de Soldador Subaquático é o SENAI,  certificando e qualificando o profissional que deseja ingressar neste ramo.

O solda submersa é usada em último recurso, quando é imprescindível fazer pequenos reparos em unidades offshore sem a necessidade de interromper a produção. Nos dias de hoje, também existe corte submarinos usando a mesma técnica, não importando o tipo de atividade. Estes processos são predominantemente usados no setor de petróleo e gás, devido estas unidades estarem a milhares de quilômetros distantes da costa.

Você pode gostar também

O método de soldagem é praticamente o mesmo, a diferença é que os eletrodos têm revestimentos, que é denominada de Solda Úmida.

A profissão de Soldador Subaquático realmente é bem perigosa, por isso, antes da atividade muita preparação e procedimentos de segurança são revisados o tempo todo.

Quando em atividade, o mergulhador soldador tem um rádio anexado ao seu capacete que lhe permite a comunicação e monitoramento com a sala de controle, além de ter auxílio de um ROV filmando e monitorando o seu trabalho. Caso aconteça algum sinistro durante o trabalho, há uma espécie de interruptor comutador que desliga o circuito imediatamente em caso de emergência.

Como se inscrever no curso de Soldador Subaquático?

Você pode efetuar a sua pré-matrícula no site do SENAI e depois apresentar a documentação necessária em até 48 horas na unidade  para efetuar a matrícula. Verifique as Turmas Disponíveis de acordo com a unidade de sua preferência, clique no botão “Reserve Sua Vaga” em um dos links abaixo:

Para informações mais detalhadas de como se tornar um Soldador Subaquático e ter qualificação como Mergulhador Profissional, acesse o site do Senai Aqui https://firjansenai.com.br/cursorio/portal/buscar-por/Mergulhador

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe