MENU
Menu
Início Rio Grande do Norte quer apoio do Governo Federal na atração de investimentos para o projeto do Porto Indústria Verde no norte do estado, grande aposta para a produção de energia eólica offshore no futuro

Rio Grande do Norte quer apoio do Governo Federal na atração de investimentos para o projeto do Porto Indústria Verde no norte do estado, grande aposta para a produção de energia eólica offshore no futuro

28/02/2023 às 23:13
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
O projeto do Porto Indústria Verde é uma das grandes apostas para a geração de energia eólica offshore no estado. Após os estudos iniciais, o Rio Grande do Norte quer contar com o apoio do Governo Federal para os investimentos futuros na planta.
Fonte: Agora RN

O projeto do Porto Indústria Verde é uma das grandes apostas para a geração de energia eólica offshore no estado. Após os estudos iniciais, o Rio Grande do Norte quer contar com o apoio do Governo Federal para os investimentos futuros na planta.

Governo do Estado do Rio Grande do Norte visa contar com a parceria do Governo Federal para o desenvolvimento do Porto Indústria Verde. A planta, que será instalada no norte potiguar, tem potencial de transformar o estado em um verdadeiro hub de produção de energia eólica offshore. Após a etapa de estudos ambientais inicial, a governadora Fátima Bezerra se mobiliza para a atração de investimentos para o projeto em 2023.

Atração de investimentos para a infraestrutura do Porto Indústria Verde no Rio Grande do Norte é o principal objetivo de Fátima Bezerra em 2023

Um dos estados com maior potencial de produção de energia eólica offshore no Brasil, o Rio Grande do Norte busca agora uma parceria com o Governo Federal para um de seus maiores projetos: o Porto Indústria Verde.

Artigos recomendados

Localizado no norte potiguar, o empreendimento promete transformar o estado em um hub de produção de eólicas offshore no Brasil.

Fátima Bezerra, governadora do estado, tem em vista formar Parcerias Público Privadas para o desenvolvimento do polo, cujos investimentos devem ser alcançados ao longo do ano de 2023.

“O estado produz hoje 7 GW de eólica, ano que vem completamos 10 anos de produção no Brasil. E agora estamos nos preparando para viver um novo momento do contexto de diversificar a matriz energética que é a descarbonização não somente do país, mas do planeta com a energia eólica offshore para o mundo”, afirmou a governanta em um discurso recente.

Os estudos do Porto Indústria Verde começaram em 2020, com a primeira etapa se voltando para as análises de impactos ambientais e viabilidade da construção da planta.

Agora, o Governo do Estado se volta para a atração de investimentos para a infraestrutura necessária para o projeto.

O objetivo de Fátima Bezerra é transformar a planta de produção de energia eólica offshore em um apoio logístico para o mercado energético nacional.

Fátima Bezerra afirma que apoio do Governo Federal no Porto Indústria Verde pode revolucionar o Rio Grande do Norte nas próximas décadas

Após a primeira etapa de viabilização do projeto do Porto Indústria Verde, o Governo do Rio Grande do Norte se mobiliza para as próximas fases.

A segunda delas visa desencadear e EIA Rima do empreendimento que ficará no litoral norte Potiguar. A ideia principal do estado é ter o Governo Federal como o principal parceiro e apoiador do projeto.

Segundo Fátima Bezerra, isso poderá garantir uma verdadeira revolução portuária e energética no estado potiguar nas próximas décadas.

Ela reforçou ainda que o Governo Federal dá uma grande relevância a projetos de transição energética no país. Assim, o hub potiguar de energia eólica offshore pode ser um dos principais.

“Fundamentalmente, será para o offshore, considerando a capacidade que o estado tem de gerar até 140 GW de energia em alto mar. Essa infraestrutura portuária a ser instalada aqui em Caiçara do Norte será voltada principalmente para assegurar a logística necessária para a produção, escoamento e exploração da energia com o hidrogênio verde”, complementou a governanta.

Agora, o que resta ao Rio Grande do Norte é continuar buscando investimentos para transformar o Porto Indústria Verde em um hub de energia eólica offshore futuro.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR