Empresa especialista em fabricação de polímeros, utilizados na indústria de plásticos, afirma usar produtos de 100% fontes de energia renováveis

Daiane Souza
por
-
25-04-2022 14:51:55
em Energia Renovável
Radici Plásticos afirma usar produtos de 100% fontes de energia renováveis - Fonte: Pixaby Radici Plásticos afirma usar produtos de 100% fontes de energia renováveis – Fonte: Pixaby




Segundo a coletiva de imprensa da Radici Plásticos, a empresa tem forte responsabilidade ambiental, o que faz com que tenham interesse em estar  sempre inovando e criando metodologias para deixar a empresa cada vez mais sustentável em suas ações. E, além disso, mostram que estão usando apenas com itens que são de fontes de energia 100% renovável como a solar e a eólica. 

A Radici Plásticos tem procurado por oportunidades de construir e neutralizar todas as suas emissões de plástico  no meio ambiente.  Muitas empresas têm a meta de fazer esse tipo de redução até o ano de 2030. Por isso, estão apostando em projetos antes de ficar em cima da hora.  Segundo a marca, é estimado que mais de 62% de todos os produtos que tenham emitido dióxido de carbono tenham sido reduzidos em sua qualidade. E esse não é o único aspecto positivo sobre a instituição: eles teriam conseguido  utilizar ao menos 8,6% de água em toda a cadeia produtiva de plástico.

O programa Radar Tv conta com várias entrevistas com profissionais que atuam com  instituição e que mostram o destaque sobre  a necessidade que a marca tem de inovação quanto ao seu uso de energia e água nos processos. 

Vídeo: Programa Radar TV entrevista Luciano Radici

Grupo Radici – Entrevista a Programa Radar TV

O que é a Radici Plásticos e quando a empresa entrou para o mercado? 

O grupo Radici teria entrado para o mercado já no ano de 1941, com forte intuito de tornar o mercado de produção de plástico bem mais ambiental e sustentável. Desde o começo, os engenheiros elaboravam técnicas para garantir que o meio ambiente não fosse prejudicado, mesmo com o forte crescimento da instituição no ramo de produtos plásticos. Hoje em dia, os plásticos são um dos maiores responsáveis pela poluição de solos e mares. O microplástico libera substâncias que são tóxicas e danosas para os seres humanos.

 E, deste modo, é importante salientar que, para diminuir os impactos que estavam sendo causados ao meio ambiente desde o surgimento da marca, começaram a  criar estratégias realmente eficazes com a ajuda de engenharia.  

Para se ter uma ideia,  já foi no ano de 1981, cerca de 40 anos depois da criação, a marca já teria dado início para a produção de alguns tipos de polímeros. Os polímeros são grandes cadeiras de carbono e hidroxilas que demoram anos para conseguirem se decompor no meio ambiente em que se vive. 

E foi no ano de 2012 que publicaram o primeiro “Sustainability Report (“relatório de sustentabilidade”). Neste relatório, era possível encontrar dados que estavam mostrando mais sobre os efeitos que foram causados até então pelas atitudes ambientalmente corretas da marca. Também desenvolveram o programa do In Nova que tinha como objetivo trazer ́ técnicas sustentáveis para os telespectadores que tinham interesse em saber mais sobre o assunto. 

O que é energia renovável e qual a importância dela no nosso dia a dia? 

A energia renovável é crucial para manter um ambiente que seja sustentável e viável aos seres humanos. Em suma, alguns exemplos práticos da mesma são a energia solar, que tem  um investimento na faixa de R$30 mil para casas com gastos na faixa deR$ 550 por mês e a energia eólica que ainda é criticada devido ao fato de que conta com forte poluição sonora, o que prejudica as pessoas que podem estar vivendo ´perto da região  e animais.  Pássaros são os que mais sofrem com esse tipo de energia. 

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Daiane Souza
Em formação em jornalismo pela Uniasselvi. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).