MENU
Menu
Início Primeiro hidrogênio verde (H2V) produzido na América do Sul é brasileiro e está localizado em Pernambuco

Primeiro hidrogênio verde (H2V) produzido na América do Sul é brasileiro e está localizado em Pernambuco

11 de dezembro de 2022 às 10:59
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Primeiro hidrogênio verde (H2V) produzido na América do Sul é brasileiro e está localizado em Pernambuco
Foto: White Martins/Divulgação

A empresa White Martins acaba de produzir o primeiro hidrogênio verde da América do Sul. O combustível está sendo produzido no estado de Pernambuco e o Brasil pode ser pioneiro no mercado.

O primeiro Hidrogênio Verde (H2V) gerado na América do Sul é brasileiro e está situado em Pernambuco. A TUV Rheinland avaliou e certificou a produção de hidrogênio verde e neutro em carbono dentro da cadeia de distribuição de hidrogênio da White Martins de acordo com a Norma TUV Rheinland H2.21. O processo de desenvolvimento e instalação do sistema de gestão de hidrogênio verde e sua respectiva certificação levou cerca de três meses.  

White Martins é a primeira empresa a produzir hidrogênio verde na América do Sul

No total, 156 toneladas de H2V serão produzidas anualmente em escala industrial. Segundo o presidente da companhia e da Linde na América do Sul, Gilney Bastos, a White Martins possui mais de 40 anos de experiência na produção de hidrogênio no país e está disponibilizando ao mercado toda sua experiência global para que o país se torne uma referência mundial na produção de hidrogênio verde.

Artigos recomendados

O executivo destaca que a expectativa é que esta seja a primeira certificação de muitas que pretende ter em sua região nos próximos anos. A descarbonização é uma prioridade para a empresa, que está empenhada em desenvolver projetos que contribuam para a transição energética, em linha com sua missão de desenvolver um mundo mais produtivo e sustentável.

Presente no Brasil há mais de um século disponibilizando gases industriais e medicinais, a companhia é a primeira a produzir hidrogênio verde em escala industrial no Brasil e na América do Sul. Para ser classificado como “verde”, um dos requisitos é que o combustível seja produzido por meio do uso de fontes renováveis. Em Pernambuco, a White Martins pode receber até 1.6 MW de energia solar que será utilizada no processo de eletrólise da água para a produção de hidrogênio.

Linde instalou mais de 200 estações de abastecimento de hidrogênio

Todo o processo de certificação da produção de hidrogênio verde em Pernambuco foi feito pela certificadora alemã TUV Rheinland, empresa fundada em 1872 e especialista em inspecionar serviços ligados à qualidade, segurança técnica e proteção das pessoas e do meio ambiente no mundo inteiro. A Alemanha é uma referência mundial em certificações e um dos países que mais está realizando investimentos no hidrogênio verde como solução para a descarbonização da economia.

A White Martins representa a Linde no Brasil, empresa líder global em produção, armazenamento, processamento e distribuição de hidrogênio, com a maior capacidade e o maior sistema de distribuição de hidrogênio líquido. A empresa atua com a primeira caverna de armazenamento de hidrogênio de alta pureza do mundo, além de redes de dutos totalizando aproximadamente mil quilômetros globalmente para suprir a demanda de seus clientes de forma sustentável.

A Linde está à frente na transição para o hidrogênio limpo e instalou mais de 200 estações de abastecimento de hidrogênio e 80 de eletrólise no mundo inteiro.

Fornecimento de hidrogênio para carros elétricos 

A empresa disponibiliza também as mais recentes tecnologias de hidrogênio através de seu setor de engenharia internacionalmente reconhecido, parcerias e alianças importantes.

O combustível do futuro é produzido por meio de um processo conhecido como eletrólise da água, que separa as moléculas de hidrogênio das de oxigênio utilizando energia limpa, tem se constituído como a próxima fronteira energética e é considerado uma alternativa para a descarbonização, tendo em vista que pode ser utilizado em diversas áreas, como transportes e indústrias.

A White Martins está realizando investimentos em outras iniciativas de hidrogênio no Brasil, como o fornecimento do produto para abastecimento do Mirai, um automóvel elétrico à célula de combustível do Toyota do Brasil.  

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR