Petrobras vende sua participação na Eólica Mangue Seco 2 por 34,2 milhões de reais no Rio Grande do Norte

Petrobras – eólica – Rio Grande do Norte Parque eólico/ Fonte: Guamare News

Por R$ 34,2 milhões, a Petrobras vendeu sua participação de 51% da Sociedade Eólica Mangue Seco 2, localizada no estado do Rio Grande do Norte (RN)

A Petrobras vendeu ao fundo de Mangue Seco Participações, o qual pertence ao do Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Pirineus, com participação de 51% na Eólica Mangue Seco 2 por R$ 34,2 milhões. O complexo, localizado em Guamaré, no Rio Grande do Norte, tem capacidade instalada total de 26 MW e faz parte dos quatro parques eólicos que se localizam na região. Agora, o Mangue Seco Participações possui 100% da Eólica Mangue Seco 2. Veja ainda: Subsidiária da Petrobras, a Transpetro fechou contrato com a Propav para realização de serviços. 300 empregos serão abertos durante as obras

A venda da participação do complexo eólico da Petrobras

A Petrobras informou que a transação da venda da Eólica Mangue Seco 2 foi concluída por R$ 34,2 milhões e foram pagos os ajustes estipulados no contrato de compra e venda de ações. Este negócio está em linha com a estratégia de otimização da carteira de investimentos e melhoria da alocação de capital da empresa, visando trazer o máximo valor aos acionistas.

Durante o processo de desinvestimento, a Petrobras deve realmente deixar o Rio Grande do Norte (RN), pois, em nota em agosto de 2020, a Petrobras informou que além da estrutura de logística e de petróleo, também abriria mão de suas áreas de exploração onshore.

O Complexo Eólico no Rio Grande do Norte

Os três parques já vendidos fazem parte de um complexo de quatro empreendimentos – Mangue Seco 1, Mangue Seco 2, Mangue Seco 3 e Mangue Seco 4, localizados em Guamaré, no estado do Rio Grande do Norte. Eles possuem capacidade instalada total de 104 MW. Já a Eólica Mangue Seco 2 possui e opera um parque eólico com capacidade de 26 MW.

Sobre a empresa que adquiriu participações da estatal

O FIP Pirineus foi constituído em 25 de setembro 2015 e tem como objetivo a participação em companhias do setor de energia renovável, dentre elas complexo eólico, solares fotovoltaicos e desenvolvimento de tecnologia disruptiva. O FIP Pirineus atua proativamente em suas companhias investidas, com efetiva influência na definição de sua política estratégica e na sua gestão. Com a compra da participação da Petrobras, o fundo passar a deter 100% de participação no capital social da Eólica Mangue Seco 2, no Rio Grande do Norte (RN).

Leia também: Petrobras pode faturar R$ 8 bilhões com venda de participação na BR Distribuidora ainda este ano

A Petrobras tem planos para vender toda a sua participação na sua ex-subsidiária BR Distribuidora ainda neste ano de 2021. Caso a operação seja concretizada, a estatal pode faturar mais de R$ 8 bilhões, disseram à Reuters três fontes com conhecimento do assunto. Tal desinvestimento na BR Distribuidora tem um potencial de ser um dos maiores do ano.

Na Petrobras, as discussões em andamento apontam para posição favorável a uma venda integral da fatia de 37,5% na maior distribuidora de combustíveis do Brasil, confirmando o que o novo presidente da estatal está alinhando com desinvestimentos, segundo as fontes que informaram na condição de anonimato à Reuters.

A BR Distribuidora já tem conhecimento do interesse da venda das participações da Petrobras, havendo contatos entre Luna e o presidente da distribuidora Wilson Ferreira Jr. Uma das fontes disseram que a intenção é fazer a venda ainda este ano dentro, dos ritos necessários.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos