Petrobras investe R$ 400 milhões para pesquisas da Marinha em litoral brasileiro

Petrobras

O termo de cooperação assinado renova, por mais cinco anos, a colaboração da Petrobras com a Marinha, que já existe há mais de 30 anos

A Petrobras assinou na quinta-feira, 8 de agosto, a renovação de uma parceria técnico-científica para viabilizar a exploração e o aproveitamento sustentáveis dos recursos marinhos.

O investimento estimado é de R$ 400 milhões, que, segundo o presidente da companhia, Roberto Castello Branco, “vai proporcionar a continuidade das pesquisas na ‘Amazônia azul brasileira’ e no continente antártico”.

A cerimônia de assinatura dos termos de cooperação com a Marinha do Brasil, com suporte da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), aconteceu no centro de pesquisas da Petrobras, o Cenpes, localizado na Ilha do Fundão, na zona norte do Rio de Janeiro.

Além de colocar dinheiro nos projetos, a empresa também vai contribuir com conhecimento técnico e vai participar de missões científicas.

“O novo acordo de cooperação entre Petrobras e Marinha garante por mais cinco anos o apoio da companhia nas missões científicas do Plano Setorial para os Recursos do Mar (PSRM) e do Programa Antártico Brasileiro (Proantar), que são coordenados pela Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM)”, informou a empresa em comunicado.

A estatal impulsiona seus lucros, focando na exploração de águas ultraprofundas

A estratégia está ajudando a Petrobras a cortar custos ao mesmo tempo em que levanta bilhões de dólares com a venda de ativos. O foco exclusivo da estatal na exploração de águas ultraprofundas está gerando bons resultados para o Brasil.

Com o foco de exploração na região da costa do Rio de Janeiro, a peroleira segue com a venda de ativos: este ano a estatal levantou US$ 8,6 bilhões com a venda da unidade de gasodutos TAG e US$ 2,3 bilhões ao se desfazer de uma participação majoritária na BR, maior distribuidora de combustíveis do país.

Sobre Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. Se você têm uma sugestão de pauta, gostaria de postar vagas de empregos ou anunciar conosco, mandem um e-mail para [email protected] OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.