Petrobras emitirá R$3 bilhões em debêntures para financiar exploração de petróleo


Petrobras noticiou que seu conselho de administração aprovou uma emissão de debêntures no montante inicial de 3 bilhões de reais

A Petrobras informou que o objetivo do conselho ter aprovado a emissão de debêntures na ordem de 3 bilhôes de reais, seria para financiar a exploração e produção de campos de petróleo e gás e para fortalecer o seu caixa.

A estatal deu a notícia na noite de terça-feira, 23 de julho. A companhia informou também que prevê a colocação de no mínimo 1 bilhão de reais na operação e que pode ainda elevar a operação em até 20% sobre o montante inicial, ou em até 600 milhões de reais.

A emissão dos debêntures será anunciada em até três séries, com as duas primeiras, com vencimento em setembro de 2029 e setembro de 2034 e a terceira em setembro de 2026.

Segundo a estatal os debêntures da terceira série, que não terão incentivo tributário, deverão destinar recursos para reforço de caixa e para o curso ordinário dos negócios da companhia.

“Debênture é um título de crédito representativo de um empréstimo que uma companhia realiza junto a terceiros e que assegura a seus detentores direito contra a emissora, estabelecidos na escritura de emissão”.

Petrobrás vende 35% da BR Distribuidora por 2,5 bilhões de dólares

Liquidação dos ativos nacionais segue acelerado; nesta terça-feira, 23 de julho, a Petrobras, sob comando de Roberto Castello Branco, vendeu 35% da BR Distribuidora por US$ 2,5 bilhões, cerca de R$ 9 bilhões; com a operação, a Petrobrás ficou com 37% e, com isso, a BR Distribuidora se tornou uma empresa privada.

A estatal reduziu sua participação de 71,25% para 45,25% na empresa. Na prática, a estatal deixa de controlar a BR.

A transação atraiu 160 investidores de diversos países, do Reino Unido, Canadá e Estados Unidos, entre outros. Os bancos envolvidos na operação são Merril Lynch, Citi, Credit Suisse, JP Morgan, Santander, Itaú e XP.

Os recursos deverão entrar no caixa da companhia para ajudar a reduzir seu endividamento.

Operadoras deverão perfurar cerca de 250 poços de desenvolvimento em 2020. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo – ANP, 65 dos 250 poços serão perfurados na Bacia de Santos pelas operados no ano que vem. As bacias restantes com responsabilidade de desenvolvimento previstos para 2020 são a Potiguar (53), de Sergipe (46), de Campos (41), do Espírito Santo (29), do Recôncavo (13), do Parnaíba (3) e de Alagoas (3).

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.