MENU
Menu
Início Nova usina solar da Swift e Seara, pertencentes ao Grupo JBS, aumenta uso de energia renovável em suas operações

Nova usina solar da Swift e Seara, pertencentes ao Grupo JBS, aumenta uso de energia renovável em suas operações

20 de julho de 2022 às 09:00
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Swift e Seara, da JBS, ampliam uso de energia limpa com implementação de nova usina solar. O empreendimento pertence à empresa Âmbar Energia, companhia em soluções do grupo J&F Investimentos, e visa focar em energias renováveis para aumentar a capacidade de suas operações.
Foto: Pixabay

Swift e Seara, da JBS, ampliam uso de energia limpa com implementação de nova usina solar. O empreendimento pertence à empresa Âmbar Energia, companhia em soluções do grupo J&F Investimentos, e visa focar em energias renováveis para aumentar a capacidade de suas operações.

Na segunda-feira, (18/07), a JBS informou que a Swift e a Seara, ambas pertencentes ao grupo no Brasil, estão ampliando o consumo de energia renovável em suas operações e adquirirão parte da energia produzida pela Usina Fotovoltaica (UFV) Âmbar Saltinho, localizada em Saltinho, São Paulo, inaugurada na última semana.

De acordo com o comunicado, empreendimento pertence à empresa Âmbar Energia

Nesse sentido, segundo o comunicado emitido, o empreendimento pertence à empresa de soluções em energia do grupo J&F, a Âmbar Energia. É importante destacar que a UFV Saltinho é composta por quatro usinas, que somam 9.408 placas fotovoltaicas. Dessa forma, juntas, elas atingem a potência de 5.174 kWp, sendo equivalente à energia consumida por 2,8 mil residências.

Artigos recomendados

O novo sistema evitará a emissão de 12,193 toneladas de CO₂ na atmosfera, o mesmo que o plantio de 4 mil novas árvores por mês, o que além de ser uma ótima medida para a empresa, ainda ajudará bastante o meio ambiente. Além disso, essa energia renovável suprirá a demanda de diversos clientes, entre eles a Swift e produtores integrados da Seara e fornecerá energia para as residências de todos os funcionários de todo o grupo J&F.

“O consumo de energia renovável pelas operações da Swift e da Seara faz parte dos esforços da JBS de se tornar Net Zero em 2040, ou seja, de zerar o balanço líquido de suas emissões e compensar as emissões residuais. Dentro desta estratégia, a Swift tem como meta alcançar que 100% de suas lojas sejam abastecidas por fonte renovável até 2025”, afirmou em nota.

Seara tem como objetivo reduzir sua emissão de escopo 3

Desse modo, a Seara tem como objetivo reduzir sua emissão de escopo 3, através do fornecimento da Âmbar de energia limpa e renovável para os seus integrados. A energia gerada pela usina será utilizada pelos incorporados da marca na região das cidades de Amparo e Nuporanga, no interior de São Paulo. E a expectativa é de que, além de trazer maior sustentabilidade, a iniciativa também reduza em 20% a conta de luz.

A nova usina é a primeira inaugurada pela empresa que iniciou no ano de 2021 investimentos no setor de geração de energia solar. Além disso, é importante evidenciar que o projeto contou com um investimento de cerca R$ 23 milhões e a empresa tem como pontos principais de seu trabalho o respeito ao meio ambiente e à segurança, tanto de seus colaboradores como das comunidades onde atua.

Por isso a empresa tem buscado investir cada vez mais em meios de energia renovável que possa contribuir para a redução de emissão de carbono. 

Além de investimentos em UFVs espalhadas pelo país, a Âmbar também está investindo na construção de micro usinas em propriedades dos próprios clientes, como por exemplo nos telhados das lojas Swift.

Atualmente, no portfólio produzido pela Âmbar Energia em Geração Distribuída há 58 dessas usinas fotovoltaicas em operação comercial, cinco aguardando conexão e três em fase de obras, totalizando 2.185 kWp, em seis concessionários de distribuição do Sudeste.

“A inauguração da UFV Âmbar Saltinho é um marco na nossa estratégia de crescimento em energias renováveis. Iremos investir mais de R$ 6,5 bilhões apenas em geração solar até 2025”, afirmou Marcelo Zanata,  o presidente da Âmbar Energia. 

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR