Minas Gerais terá a construção de 32 usinas fotovoltaicas e 4 mil empregos serão gerados

Minas Gerais terá 32 usinas

Protocolo foi assinado entre o governador de Minas Gerais e empresa Mori Energia e representam investimentos de R$ 523 milhões e geração de até 4 mil empregos

Confirmando o bom momento de assinatura de contratos envolvendo a geração de energia de fontes renováveis no país, o estado de Minas Gerais acaba de ganhar uma boa notícia.
Romeu Zema, governador de Minas Gerais, assinou com a Mori Energia, um protocolo de investimentos da ordem de R$ 523 milhões para a construção de 32 usinas fotovoltaicas em 17 municípios no norte do estado.

Os empreendimentos espalhados pelo Estado de Minas Gerais, além do contribuírem para  a transição energética, pela qual passa o país, contribuirão para a tão sonhada geração de empregos, ao todo serão 1500 vagas diretas e contando com as vagas indiretas, o total deverá chegar a 4 mil postos de trabalho.

O governador falou sobre o empreendimento ressaltando a recuperação dos investidores no estado, “Fico satisfeito em nos consolidarmos cada vez mais como o primeiro lugar na geração de energia fotovoltaica aqui no Brasil. Tenho certeza que essa grande quantidade adicional de energia gerada a médio e longo prazo vai tornar o preço competitivo e nós vamos ter condições de atrair muitas indústrias aqui para o estado”, disse ele.

A construtora

A empresa que construirá as usinas em Minas Gerais, a Mori Energia, trabalha com telhados solares e tem um portfólio de 10 MW instalados no estado de São Paulo.

Juntas, as novas usinas, que terão potência instalada de 150 MW, vão gerar 340 Gigawatts/hora-ano de energia limpa e renovável. Energia suficiente para abastecer 1,7 milhão de residências, ou seja, duas vezes o tamanho de Belo Horizonte.
As usinas terão 25 anos de vida útil e o projeto deverá estar concluído nos próximos meses.

Leia também ! Chineses vão investir R$ 4 bilhões no Nordeste, sendo a metade no Rio Grande do Norte. Chineses já operam hidrelétrica em Minas e eólicas na Paraíba.

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)