MENU
Menu
Início Maior navio porta-contêineres bicombustível do mundo, CMA CGM Buzios, atraca no Brasil

Maior navio porta-contêineres bicombustível do mundo, CMA CGM Buzios, atraca no Brasil

10 de abril de 2024 às 15:02
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Maior navio porta-contêineres bicombustível do mundo, CMA CGM Buzios, atraca no Brasil
CMA CGM Buzios Foto: Divulgação/Hudong-Zhonghua

CMA CGM Buzios, o maior navio porta-contentores bicombustível do mundo, inicia operações no Brasil, marcando um avanço significativo na indústria naval com sua tecnologia sustentável de GNL e capacidade para 13.200 contêineres, revolucionando os padrões de eficiência energética e impacto ambiental nos portos de Itajaí e Navegantes.

O gigante dos mares, CMA CGM Buzios, considerado o maior navio porta-contêineres bicombustível do mundo, marcou sua presença nos portos do Brasil. Essa embarcação, que é uma joia da engenharia naval, realizou uma operação complexa, envolvendo quatro rebocadores para navegar pelos canais internos e externos, demonstrando a grandiosidade e a precisão necessárias para manobrar um colosso de 336 metros de comprimento e 51 metros de largura.

Iniciando sua jornada na China, o CMA CGM Buzios chegou ao Brasil com um calado impressionante de mais de 11 metros. Sua estreia nas águas brasileiras não foi apenas um testemunho de seu tamanho monumental, mas também de sua inovação tecnológica. Equipado com um sistema de energia bicombustível de GNL (Gás Natural Liquefeito), este navio estabelece novos padrões em sustentabilidade marítima. Com um tanque de carga de GNL de 14.000 metros cúbicos e um sistema de recirculação de gases de escape, reduz as emissões de metano em 50% e diminui os gases de efeito estufa em mais de 28%.

Artigos recomendados

Capacidade de carga do CMA CGM Buzios

CGM Búzios saindo da Pnave Fonte do vídeo: Edmir dos Santos

Além de seu design e eficiência energética, o CMA CGM Buzios destaca-se pela capacidade de carga, transportando até 13.200 contêineres de 20 pés. Esta capacidade reflete não apenas a magnitude física do navio, mas também sua relevância para o comércio e logística global.

A chegada do CMA CGM Buzios ao Brasil não é apenas um marco para o porto de Itajaí e Navegantes, mas também um sinal de como a indústria naval está avançando em direção a soluções mais sustentáveis e eficientes. A introdução de navios porta-contentores bicombustíveis como o CMA CGM Buzios é um passo significativo na redução da pegada ambiental do setor marítimo, alinhando-se com as crescentes demandas por práticas mais ecológicas e eficientes em todo o mundo.

Por que ele é o maior navio porta-contêineres bicombustível do mundo?

O CMA CGM Buzios é considerado o maior navio porta-contentores bicombustível do mundo devido ao seu tamanho impressionante e capacidade de carga, junto ao seu irmão CMA CGM Bahia. Com 336 metros de comprimento e 51 metros de largura, ele supera outros navios em dimensões físicas. A ‘grande sacada’, sua capacidade de transportar 13.200 contêineres de 20 pés coloca-o em destaque no cenário global de transporte marítimo.

A designação “bicombustível” refere-se à sua capacidade de operar tanto com óleo combustível convencional quanto com Gás Natural Liquefeito (GNL), uma alternativa mais limpa e sustentável. Essa característica não apenas aumenta a eficiência energética do navio, mas também reduz significativamente sua pegada ambiental, especialmente em termos de emissões de gases de efeito estufa e poluentes atmosféricos. Portanto, o CMA CGM Buzios não é apenas grande em termos de dimensões físicas e capacidade de carga, mas também se destaca pela sua inovação tecnológica e compromisso com a sustentabilidade.

Este evento não apenas confirma o compromisso do setor marítimo com a inovação e a sustentabilidade, mas também destaca a importância dos portos brasileiros no cenário global de navegação. Com a crescente atenção às regulamentações ambientais e à eficiência energética, navios como o CMA CGM Buzios estão no centro das discussões sobre o futuro da indústria naval, levantando questões pertinentes sobre regulamentações e multas relacionadas ao impacto ambiental e à necessidade de adotar tecnologias mais limpas em uma escala global.

Inscreva-se
Notificar de
guest
6 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
6
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x