Início Macaé é eleita a segunda melhor cidade do Rio para fazer negócios

Macaé é eleita a segunda melhor cidade do Rio para fazer negócios

11 de maio de 2018 às 11:28
Compartilhe
Siga-nos no Google News
macaé cidade negocios offshore petroleo

Com as novas projeções para o ramo do Petróleo, a Urban System classifica Macaé umas da melhores cidades para investimentos

No Estado do Rio, Macaé é a segunda melhor cidade para investir em negócios. O município só fica atrás da capital. Em terceiro lugar, no Estado, aparece Niterói. O ranking faz parte de um estudo da consultoria Urban System para a revista Exame, divulgado recentemente. O município ficou em 21º lugar no Brasil. Foram analisadas 310 cidades com mais de 100 mil habitantes. A consultoria verificou 28 indicadores em quatro categorias: desenvolvimento econômico, capital humano, infraestrutura e desenvolvimento social. Esta é a quarta edição do estudo.

Desde 2014, a Urban Systems elabora, a pedido da revista Exame, o ranking dos 100 municípios brasileiros que reúnem as condições mais favoráveis para a instalação de empresas.
Além de ser a principal sede das operações offshore na Bacia de Campos, Macaé segue com o desenvolvimento da economia: 18.715 empresas ativas. Desse total, 854 são voltadas para o setor do petróleo. Na arrecadação geral, de janeiro a outubro de 2017, a receita do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) foi de R$ 383.668.134,40.

Outra medida que contribui para o cenário de investimento em negócios é o desenvolvimento da cultura empreendedora. Nos últimos quatro anos, o número de microempreendedores individuais (MEIs) no município cresceu cerca de 50%. Hoje são quase 12 mil pessoas registradas na Casa do Empreendedor – espaço que visa dar celeridade aos trâmites de abertura de empresas e obtenção de licenças municipais de funcionamento. São 70 novos CNPJs (MEIs) por mês.

A qualificação também ganha destaque. De 2013 até agora, a Secretaria Adjunta de Qualificação Profissional capacitou, aproximadamente, 9,3 mil profissionais em diversas áreas. No ano passado foram 2,5 mil pessoas qualificadas. Atualmente, o órgão, ligado à Secretaria de Educação, oferece 20 cursos com o objetivo de inserção desses alunos no mercado de trabalho. (A.N.). A Prefeitura de Macaé ja desapropriou a área do Barreto para a liberação das Obras no Porto, confiram o artigo. Fonte Exame


Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.


Facebook
Facebook

Twitter
Twitter

LinkedIn
LinkedIn

YouTube
YouTube

Instagram
Instagram

Telegram
Telegram

Google News
Google News

Relacionados
Mais recentes