MENU
Menu
Início Injeção de hidrogênio em motores diesel nas operações offshore: pesquisa revolucionária lidera pela Shell Brasil, Ocyan e LZ Energia revela grande potencial

Injeção de hidrogênio em motores diesel nas operações offshore: pesquisa revolucionária lidera pela Shell Brasil, Ocyan e LZ Energia revela grande potencial

20 de abril de 2024 às 13:34
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Projeto de hidrogênio em motores diesel offshore da Shell com Ocyan e LZ Energia para reduzir emissões de gases.
Representação visual do projeto H2R de Shell, Ocyan e LZ Energia, implementando hidrogênio em motores diesel para operações offshore sustentáveis.

Projeto revolucionário da Shell Brasil explora hidrogênio para reduzir emissões em motores diesel de operações offshore

Em um movimento estratégico para liderar a descarbonização da indústria offshore, a Shell Brasil, em colaboração com a Ocyan e a LZ Energia (unidade de negócios Protium Dynamics), está investindo em um inovador projeto de pesquisa e desenvolvimento. Esta iniciativa, que recebe um aporte de R$17,7 milhões viabilizados por meio da cláusula de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) da Agência Nacional de Petróleo (ANP), mira na integração do hidrogênio em motores diesel utilizados em operações offshore para significativa redução de emissões de gases de efeito estufa.

O projeto, denominado H2R (Hidrogênio para Reduzir Emissões e Consumo), tem mostrado potencial para diminuir até 10% das emissões de gases de efeito estufa e reduzir os custos operacionais. A tecnologia envolvida está sendo desenvolvida para permitir a injeção segura e eficiente de hidrogênio em motores de combustão interna, como aqueles em navio-sonda e navio-tanque, sem necessidade de alterações significativas nas estruturas das embarcações.

Artigos recomendados

A Shell obtém ótimos resultados com essa tecnologia

Eli Gomes, gerente de projetos de Tecnologia da Shell, comenta sobre o progresso do projeto: “Estamos otimistas com os resultados do projeto H2R. A tecnologia que estamos desenvolvendo visa permitir a redução do consumo de combustível e das emissões de gases de efeito estufa, contribuindo decisivamente para a descarbonização da indústria de óleo e gás offshore.”

O desafio de armazenar e transportar hidrogênio em operações offshore está sendo enfrentado com uma solução inovadora que inclui a produção de hidrogênio embarcado sob demanda. Este sistema inteligente é capaz de coletar dados continuamente dos motores, interpretá-los e calcular a quantidade exata de hidrogênio a ser produzida e injetada.

Os motores diesel continuam eficientes apesar da injeção de hidrogênio

Igor Zornitta Zanella, diretor da LZ Energia, destaca a eficiência proporcionada pelo hidrogênio: “O hidrogênio funciona como um catalisador que otimiza a queima do combustível. Adicionando pequenas doses de hidrogênio, a queima ocorre com menor atraso de ignição e de maneira mais homogênea, o que resulta em uma queima mais completa e eficiente. Isso significa que menos combustível é necessário para realizar o mesmo trabalho.”

Desde 2015, a LZ Energia tem conduzido estudos e testes com esta tecnologia em motores de caminhões. Os resultados obtidos demonstram reduções significativas no consumo de diesel e nas emissões. A tecnologia, agora patenteada pela LZ Energia, também recebeu recentemente uma qualificação internacional da DNV, uma renomada certificadora independente de gerenciamento de risco, fortalecendo ainda mais o desenvolvimento e a implementação do projeto.

Menos emissões de carbono

Rodrigo Chamusca, gerente executivo de Negócios Digitais e Tecnologia da Ocyan, ressalta a importância do projeto para a sustentabilidade: “Esta aprovação é crucial para o desenvolvimento do projeto e está alinhada com o compromisso da Ocyan de zelar pela sustentabilidade e neutralizar sua pegada de carbono até 2035.”

A Shell Brasil reafirma seu compromisso com a inovação ao investir cerca de R$ 500 milhões anualmente em pesquisa e desenvolvimento, destinando cerca de 30% desses recursos para projetos voltados para a Transição Energética. Este projeto não só promove um futuro mais limpo e sustentável mas também coloca a Shell, a Ocyan e a LZ Energia na vanguarda das tecnologias de redução de carbono no setor offshore.

****Comunicado a imprensa no dia 19/04/2024****

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x