MENU
Menu
Início Ibama aprova licença e o FPSO Alexandre de Gusmão será instalado no Campo de Mero, na Bacia de Santos

Ibama aprova licença e o FPSO Alexandre de Gusmão será instalado no Campo de Mero, na Bacia de Santos

9 de janeiro de 2024 às 22:02
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
O Ibama aprovou a instalação do FPSO Alexandre de Gusmão no campo de Mero, Bacia de Santos. Com capacidade para 180 mil barris/dia, o navio-plataforma, afretado pela SBM à Petrobrás, promete impulsionar a exploração de petróleo.
Foto: SBM

O Ibama aprovou a instalação do FPSO Alexandre de Gusmão no campo de Mero, Bacia de Santos. Com capacidade para 180 mil barris/dia, o navio-plataforma, afretado pela SBM à Petrobrás, promete impulsionar a exploração de petróleo.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) concedeu autorização para a instalação do mais recente navio-plataforma (FPSO) no campo de Mero, localizado na Bacia de Santos. A licença ambiental foi emitida para o FPSO Alexandre de Gusmão, atualmente em construção pela renomada SBM Offshore, com previsão de início de operações em 2025. Estrategicamente posicionado a cerca de 160 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, o FPSO será afretado pela SBM à Petrobras por um período de 22 anos e 6 meses.

Veja como funciona um FPSO

Fonte: SBM Offshore

Licença ambiental aprovada pelo Ibama para instalação do FPSO Alexandre de Gusmão marca um novo capítulo no campo de Mero

Com uma capacidade projetada para produzir 180 mil barris de petróleo por dia e comprimir 12 milhões de metros cúbicos de gás diariamente, o FPSO Alexandre de Gusmão é um marco significativo para o setor de exploração offshore.

Artigos recomendados

O projeto engloba a interligação de 15 poços ao FPSO, compreendendo oito poços produtores de óleo, seis injetores de água e gás, além de um poço conversível de produtor para injetor de gás.

Esta conexão será estabelecida por meio de uma infraestrutura submarina inovadora, composta por dutos rígidos de produção e injeção, juntamente com dutos flexíveis de serviços.

Campo de Mero é o terceiro maior do pré-sal

Situado na área de Libra, o campo de Mero se destaca como o terceiro maior do pré-sal.

Operado pela Petrobras com uma participação de 40%, a parceria inclui a Shell Brasil Petróleo (20%), TotalEnergies EP Brasil (20%), CNODC Brasil Petróleo e Gás (10%), CNOOC Petroleum Brasil (10%) e Pré-Sal Petróleo (PPSA), que atua como gestora do contrato.

Atualmente, Mero já conta com três unidades de produção em operação: FPSO Pioneiro de Libra, FPSO Guanabara e FPSO Sepetiba, este último iniciando suas operações no final de 2023.

O FPSO Alexandre de Gusmão surge como um componente crucial para a expansão e otimização das atividades no promissor campo de Mero, consolidando a posição do Brasil no cenário global de exploração de petróleo e gás.

Fonte: PetroNotícias

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
0 0 Votos
Avalie o Artigo

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x