1. Início
  2. / Automotivo
  3. / Helm.ai, Startup americana, com seus altos investimentos, quer ser pioneira em trazer Softwares mais modernos para melhorar os veículos elétricos autônomos.
Localização SP Tempo de leitura 3 min de leitura

Helm.ai, Startup americana, com seus altos investimentos, quer ser pioneira em trazer Softwares mais modernos para melhorar os veículos elétricos autônomos.

Escrito por Bruno Teles
Publicado em 29/12/2022 às 11:53
Helm.ai
Helm.ai (Foto/divulgação)

 A startup Helm.ai sediada em Menlo Park, Califórnia, é uma startup que desenvolve software para sistemas avançados de assistência ao motorista, direção autônoma e sistema de bordo para veículos elétricos.

 Alguns pontos positivos permanecem na indústria de veículos autônomos, mesmo com mercado em geral indo sentido contrário. O exemplo disso é a helm.ai que conseguiu levantar a quantia de US $31 milhões em investimentos, na rodada da série C, liderados pelo Freeman Group, apenas um ano após ter feito um levantamento de US $26 milhões financiamento de risco.

 Nesta última rodada de investimentos inclui nomes importantes do mercado ACVC Partners a Amplo e os investidores estratégicos como Honda Motor Co., Goodyear Ventures Sungwoo Hitech, juntando tudo a avaliação da Helm.ai elevou para casa dos US$ 431 milhões. Um marco e tanto para uma Startup quem tem menos de uma década de idade.

  O fundador do Freeman Group, Brandon Freeman, se juntara ao conselho de administração a Helm.ai como parte deste financiamento. A empresa arrecadou US$ 78 milhões até o momento.

Helm.ai CEO Vlad Voroninski connects with TechFirst host John Koetsier

Helm.ai, Startup americana, com seus altos investimentos quer ser pioneira em trazer Softwares mais modernos para melhorar os veículos elétricos autônomos.

Com tantas outras Startups voltada para veicules elétricos autônomos a Helm.ai queria se destacar entre as demais e resolveu focar seus esforços nos Softwares

 Em vez de sensores e computação, os co-fundadores Tudor Achim e o matemático Vlad Voroninski, desenvolveram um software que pode entender os dados do sensor como um ser humano. O objetivo não é muito diferente dos que já existem no mercado, entretanto a sua abordagem é um tanto diferenciada. Os desenvolvedores de veículos autônomos geralmente dependem de uma série de testes tanto quanto em simulação, quanto em estradas. Todos esses dados, eventualmente anotados por humanos é que alimentará o “cérebro” do sistema do veículo autônomo.

 Helm.ai garante que o software que eles estão desenvolvendo poderá pular essas partes, agilizando o processo e reduz os custos; esse custo mais baixo, também o torna particularmente útil para os sistemas avançados de assistência ao motorista.

A startup usa uma abordagem de aprendizagem não supervisionada para desenvolver o software que pode treinar redes neurais sem a necessidade dos dados, simulação ou anotação de frota em larga escala.  O software também é mutável a qualquer sensor e computação, podendo ser comercializado para uma gama maior de clientes.

 “Sabemos que nossa estratégia de entrada no mercado será focada na ADAS high-end. Em alguns pontos nossa estratégia não mudou em nada, em relação aos eventos recentes.” Afirmou Voroninski, referindo-se à consolidação do mercado de veículos autônomos elétrico.

 E completou dizendo: “Já tem alguns anos que venho prevendo que a grande maioria das empresas veículos autônomos, não conseguira chegar ao mercado devido à tecnologia defasada e modelos de negócio abaixo da média.”

 Com esse novo Software a Helm.ai atraiu vários clientes, embora Vlad, não possa falar o nome de alguns deles devido a contrato de confidencialidade, Helm.ai divulgou que a Honda é um de seus clientes. O matemático e ex-cientista chefe da startup de aprendizagem de máquina de segurança cibernética Sift Security diz que passou os últimos dois anos em comercializar a tecnologia e garantir parcerias. 

Tags
Bruno Teles

Falo sobre tecnologia, inovação, petróleo e gás. Atualizo diariamente sobre oportunidades no mercado brasileiro. Sugestão de pauta? Manda no brunotelesredator@gmail.com

Compartilhar em aplicativos