1. Início
  2. / Logística e Transporte
  3. / Hangares secretos: os caças furtivos de US$ 2 bilhões da Força Aérea dos Estados Unidos
Tempo de leitura 2 min de leitura Comentários 1 comentários

Hangares secretos: os caças furtivos de US$ 2 bilhões da Força Aérea dos Estados Unidos

Escrito por Bruno Teles
Publicado em 20/05/2024 às 16:20
Hangares secretos: os caças furtivos de US$ 2 bilhões da Força Aérea dos Estados Unidos
Foto: Fluctus/Divulgação

Descubra os hangares secretos que abrigam os avançados caças furtivos de US$ 2 bilhões da Força Aérea dos Estados Unidos, projetados para dominar os céus.

Os hangares secretos da Força Aérea dos Estados Unidos guardam uma das aeronaves mais avançadas e caras do mundo: o bombardeiro furtivo Spirit B-2 Spirit. Com um custo de US$ 2 bilhões cada, esses caças furtivos são uma maravilha da engenharia, projetados para penetrar as defesas inimigas mais poderosas.

O B-2 Spirit, que fez seu primeiro voo em 1989, é um componente crucial do arsenal de ataque de longo alcance dos Estados Unidos. Seu design de asa voadora, sem fuselagem e cauda, torna-o quase invisível aos radares inimigos. Medindo 52 metros de envergadura, ele é guardado em hangares enormes, com 38 metros de comprimento, 76 metros de largura e 17 metros de altura, para proteger seu material absorvente de radar.

Força Aérea dos Estados Unidos opera o B-2 Spirit principalmente na Base Aérea de Whiteman

Equipado com uma variedade de armas convencionais e termonucleares, o B-2 é a única aeronave capaz de transportar grandes armas ar-terra em uma configuração furtiva. A Força Aérea dos Estados Unidos opera o B-2 Spirit principalmente na Base Aérea de Whiteman, Missouri, com o 509º Grupo de Bombardeios. Esta unidade é capaz de lançar o B-2 para qualquer ponto do globo, atacando alvos com precisão e causando destruição massiva quando necessário.

B-2 será substituído pelo novo caça furtivo B-21 Raider

Apesar de sua eficácia, o B-2 será substituído pelo novo caça furtivo B-21 Raider, revelado em 2 de dezembro de 2022. O B-21 é projetado para ser ainda mais avançado e se tornará a espinha dorsal da frota de bombardeiros da Força Aérea dos Estados Unidos. Ele representa o compromisso de longo prazo dos Estados Unidos em construir capacidades avançadas para deter a agressão hoje e no futuro.

Enquanto isso, a tecnologia de drones também está avançando. O X-47B, desenvolvido pela Northrop Grumman, é um drone de combate não tripulado com capacidade de reabastecimento aéreo autônomo, provando o potencial dos drones em operações militares. Este avanço levou ao desenvolvimento do MQ-25 Stingray, um drone de reabastecimento que será operacional até 2025, aumentando a flexibilidade das operações aéreas da Marinha dos Estados Unidos.

A história dos caças furtivos da Força Aérea dos Estados Unidos é um testemunho de sua superioridade tecnológica e capacidade de inovação contínua. Os hangares secretos que abrigam essas aeronaves são locais de inovação e segurança nacional, mantendo os Estados Unidos na vanguarda da aviação militar global.

Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Bruno Teles

Falo sobre tecnologia, inovação, petróleo e gás. Atualizo diariamente sobre oportunidades no mercado brasileiro. Sugestão de pauta? Manda no brunotelesredator@gmail.com

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x