MENU
Menu
Início Geraldo Alckmin, vice-presidente do Governo Lula, anuncia isenção da cobrança do imposto de importação em seis produtos da indústria nacional pela Câmara de Comércio Exterior

Geraldo Alckmin, vice-presidente do Governo Lula, anuncia isenção da cobrança do imposto de importação em seis produtos da indústria nacional pela Câmara de Comércio Exterior

21 de março de 2023 às 00:01
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A alíquota de importação desses produtos variava entre 12% e 16%, antes da isenção da cobrança do imposto por um ano pelo Governo Lula. Os seis produtos anunciados por Geraldo Alckmin fazem parte dos segmentos da indústria nacional, além de produtos médicos.
Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

A alíquota de importação desses produtos variava entre 12% e 16%, antes da isenção da cobrança do imposto por um ano pelo Governo Lula. Os seis produtos anunciados por Geraldo Alckmin fazem parte dos segmentos da indústria nacional, além de produtos médicos.

O vice-presidente do atual Governo Lula, Geraldo Alckmin, anunciou recentemente, algumas mudanças sobre os tributos da indústria nacional. Segundo ele, a Câmara de Comércio Exterior zerou o imposto de importação sobre seis produtos da indústria, sendo eles dois tipos de folhas de aço, dois tipos de chapas de alumínio, modelos de pulso de aparelhos de medição de pressão sanguínea e antenas para radar. O prazo da isenção de tais cobranças é de um ano, já estando em vigor nas relações comerciais nacionais.

Geraldo Alckmin anuncia isenção da cobrança do imposto de importação sobre seis produtos da indústria brasileira por um prazo de um ano

Desde que assumiu como o vice-presidente do atual Governo Lula, Geraldo Alckmin vem colaborando com o presidente Lula para realizar os principais projetos anunciados durante a corrida eleitoral em 2022.

Artigos recomendados

Agora, o vice veio à público por meio de uma publicação no Twitter anunciar algumas novas mudanças realizadas pela Câmara de Comércio Exterior em relação à importação de alguns equipamentos ao Brasil.

Segundo ele, o órgão zerou a cobrança do imposto de importação sobre seis produtos da indústria nacional, sendo eles dois tipos de folhas de aço, dois tipos de chapas de alumínio, modelos de pulso de aparelhos de medição de pressão sanguínea e antenas para radar.

“A Câmara de Comércio Exterior (Res. Gecex 453/23) zerou, hoje, temporariamente, o imposto de importação de 6 produtos: dois tipos de folhas de aço; dois de chapas de alumínio; modelos de pulso de aparelhos para medir a pressão sanguínea e a pulsação; e antenas para radar”, anunciou ele em sua conta oficial do Twitter.

Antes dessa mudança, a alíquota de importação desses produtos variava entre 12% e 16%, um valor bastante alto para a chegada dos produtos da indústria brasileira.

Isenção de imposto de importação dos produtos da indústria nacional anunciados pelo vice-presidente pode contribuir com a economia brasileira nos próximos meses

O vice do Governo Lula ainda afirmou que a isenção da cobrança do imposto de importação sobre os produtos contribuirá para a economia nacional.

Para Geraldo Alckmin, a medida “confere à indústria uma economia para a aquisição desses itens — em especial indústrias que produzem itens de valor agregado, além de produtos médicos — e beneficia diretamente o consumidor final”.

A Câmara de Comércio Exterior é um órgão que possui como principal função, além de outros pontos importantes, formular, adotar, implementar e coordenar as políticas e atividades relativas ao comércio exterior brasileiro, à atração de investimentos estrangeiros diretos e de brasileiros no exterior.

Desde 1998, com a criação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, ela passou a fazer parte do órgão.

Agora, no novo Governo Lula, as principais decisões sobre as taxas e impostos de importação de produtos na indústria nacional continuam sendo um grande debate com o órgão. O anúncio de Geraldo Alckmin demonstra a importância de uma boa relação entre os órgãos para com a economia brasileira.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR