MENU
Menu
Início Foresea inicia reforma abrangente da plataforma NORBE VI, que visa retornar ao mar com melhorias significativas

Foresea inicia reforma abrangente da plataforma NORBE VI, que visa retornar ao mar com melhorias significativas

29 de setembro de 2023 às 18:34
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Foresea finaliza reforma abrangente da plataforma NORBE VI, que retorna ao mar com melhorias significativas
NORBE VI (Imagem / Reprodução: Oswaldo Athayde)

O projeto de modernização da NORBE VI é parte da estratégia da Foresea para expandir suas operações com a Petrobras.

Rio de Janeiro — A empresa acaba de iniciar a reforma robusta da NORBE VI, sua plataforma semissubmersível de sexta geração.

NORBE VI, previamente ancorada na Baía de Guanabara, vai ter revisão completa. Estamos falando de sistemas de controle atualizados, desde os propulsores até a complexa rede de tubulação.

Artigos recomendados

Para realizar esse feito, a Foresea irá contar com um contingente de 380 profissionais altamente qualificados.

Novos horizontes com a Petrobras

Um contrato renovado com a Petrobras e uma presença confirmada na Bacia de Campos até novembro deste ano. Mas a NORBE VI não está sozinha nessa. Sua “irmã”, a ODN I, também passou por uma reforma significativa, consolidando a Foresea como líder em conformidade e eficiência no setor marítimo.

Sobre a NORBE VI e a Foresea

Construída em 2010, a NORBE VI tem especificações que impressionam. Ela pode perfurar até 2.400 metros de profundidade e alojar uma equipe de 164 profissionais. Isso sim é inovação e funcionalidade em alto mar!

Mas o que torna essa revolução possível? O rigor e comprometimento da Foresea com padrões elevados de segurança e eficiência. Com certificação internacional APIQ2 e índices de uptime operacionais que superam as expectativas, a Foresea está mais do que apta para navegar em novos mares.

A NORBE VI é a prova viva de que, quando se trata de inovação e eficiência, o céu é o limite. Ou, nesse caso, as profundezas do oceano.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR