MENU
Menu
Início Finalmente, depois de várias tentativas, Petroquímica Braskem e Unipar podem se unir após anúncio da venda de 7 ativos da empresa em São Paulo

Finalmente, depois de várias tentativas, Petroquímica Braskem e Unipar podem se unir após anúncio da venda de 7 ativos da empresa em São Paulo

24 de outubro de 2022 às 17:32
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Braskem, Unipar, São Paulo
Foto: reprodução www.braskem.com.br

A ideia de uma parceria surgiu após a gestora americana Apollo aumentar em 25% sua oferta pela compra dos ativos da Braskem, em São Paulo, a cerca de 15 dias atrás. Com isso, a Unipar resolveu abrir novamente a oferta

Segundo apurações do Jornal o Globo ,a Unipar resolveu colocar uma nova proposta para adquirir as sete unidades da Braskem  localizadas em São Paulo. Neste domingo, 23,  de acordo com informações levantadas, a empresa foi obrigada a retomar suas negociações.

As negociações foram reabertas devido à 15 dias atrás, a gestora americana Apollo aumentar 25% da sua oferta pela compra dos ativos da Braskem e com isso, a Unipar está procurando parceiros para a nova oferta.

Artigos recomendados

Não é a primeira vez que a Unipar tenta comprar os ativos da Braskem em São Paulo. No dia 14 de outubro, a empresa petroquímica tornou público um fato relevante acerca da compra dos ativos, porém sem ter celebrado qualquer documento vinculante.

A PRODUÇÃO DE PLÁSTICO

Interesse da Unipar

De acordo com as apurações feitas, a Unipar estaria interessada somente nos ativos da Braskem em São Paulo, numa operação com preço equivalente a R$ 60 por ação da petroquímica.

De acordo com a Unipar, faz parte de sua rotina avaliar as novas oportunidades de negócios à medida que elas se apresentem, estando constantemente pesquisando sobre oportunidades para investimentos, compras e outras alternativas estratégicas que sejam consistentes e compatíveis com seus objetivos.

A empresa ainda destacou que uma potencial operação envolvendo a Braskem S.A. é uma das oportunidades avaliadas, porém não foi celebrado qualquer documento vinculante entre a companhia e a Braskem, afirma a Unipar em documento oficial.

Ações em baixa prejudicou venda dos ativos da Braskem em São Paulo

Desde o mês de julho de 2022 que os trâmites sobre a venda da Braskem vem se arrastando. No caso dos ativos de São Paulo, o atraso ocorreu por conta das quedas nas ações da empresa, em meio a uma baixa de quase 40% nos papéis no acumulado de 2022.

De acordo com informações, os sócios da companhia (Petrobras e Novonor (antiga Oderbrecht) têm feito poucos movimentos para realizar a venda da Braskem.

Contudo, com toda essa movimentação em torno da venda da empresa, as ações da Braskem se valorizaram muito nos últimos 30 dias, com uma alta de 20,44%.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR