MENU
Menu
Início Embraer e Força Aérea Brasileira: parceria estratégica visa desenvolver versão armada do cargueiro militar C-390 para reforçar defesa no Atlântico Sul

Embraer e Força Aérea Brasileira: parceria estratégica visa desenvolver versão armada do cargueiro militar C-390 para reforçar defesa no Atlântico Sul

11 de abril de 2024 às 20:56
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Embraer e Força Aérea Brasileira: parceria estratégica visa desenvolver versão armada do cargueiro militar C-390 para reforçar defesa no Atlântico Sul
C-390 Millennium Foto: Divulgação/Embraer

Embraer e Força Aérea Brasileira unem forças para desenvolver uma versão armada do C-390 Millennium, visando fortalecer a patrulha marítima e a defesa no Atlântico Sul diante do aumento de ameaças, como a pesca ilegal, que comprometem a segurança e o ecossistema regional.

A Embraer, em colaboração com a Força Aérea Brasileira (FAB), está em processo de desenvolvimento de uma versão armada do C-390 Millennium, destinada a missões de patrulha marítima. Este movimento surge como resposta à necessidade de substituir as aeronaves P-3 AM Orion e P-95M, previstas para se tornarem obsoletas em uma década. A nova variante do C-390 Millennium visa atender aos crescentes desafios de vigilância e segurança no Atlântico Sul.

A iniciativa também coincide com a análise da Embraer sobre uma versão de patrulha marítima baseada em sua aeronave 190 E2, refletindo a urgência em modernizar o arsenal brasileiro frente às ameaças marítimas emergentes. A preocupação é aguda especialmente na América do Sul, onde Argentina e Uruguai enfrentam dificuldades com a presença de pesqueiros ilegais, muitos dos quais, subsidiados pelo governo chinês, engajam-se em pesca predatória, afetando a economia e o meio ambiente regionais.

Artigos recomendados

Parceria da Embraer e Força Aérea Brasileira

O desenvolvimento do C-390 armado para patrulha marítima é parte de uma estratégia maior da FAB para assegurar que o Brasil esteja preparado para defender suas águas contra atividades ilegais e preservar suas riquezas naturais. Este esforço reflete a determinação do Brasil em manter uma política de estado robusta para a defesa aérea e marítima, crucial para a proteção de seus interesses soberanos no Atlântico Sul.

O projeto de adaptação do C-390 para patrulha marítima não é apenas uma resposta à obsolescência iminente de modelos anteriores, mas também uma visão de longo prazo da FAB e da Embraer para garantir a soberania brasileira no Atlântico Sul. A região tem sido palco de crescentes tensões, especialmente devido à atividade pesqueira ilegal, que além de prejudicar o equilíbrio ecológico, ameaça os direitos e recursos marítimos dos países sul-americanos.

Sobre o C-390 Millennium

O C-390 Millennium, desenvolvido pela Embraer, é um avançado cargueiro militar projetado para substituir aeronaves mais antigas, como o C-130 Hercules. Com uma capacidade significativa de carga, o C-390 pode transportar equipamentos militares pesados, veículos, tropas e realizar evacuações médicas. Suas características incluem tecnologia de ponta para operações em condições adversas e pistas não preparadas, o que o torna altamente versátil e eficiente em missões de transporte aéreo militar.

Além de suas capacidades de transporte, o C-390 Millennium se destaca por sua habilidade de reabastecimento em voo, atuando tanto como receptor quanto como fornecedor, o que amplia seu alcance operacional. A aeronave é parte da estratégia da Embraer para estabelecer um forte posicionamento no mercado global de defesa, já despertando interesse de forças aéreas internacionais pela sua eficiência, desempenho e capacidade de atender a uma ampla gama de missões militares e de ajuda humanitária.

Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
1
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x