1. Início
  2. / Logística e Transporte
  3. / Em uma movimentação estratégica, os Estados Unidos compram 81 jatos de combate ex-soviéticos no Cazaquistão
Tempo de leitura 2 min de leitura Comentários 5 comentários

Em uma movimentação estratégica, os Estados Unidos compram 81 jatos de combate ex-soviéticos no Cazaquistão

Escrito por Bruno Teles
Publicado em 30/04/2024 às 10:56
Em uma movimentação estratégica, os Estados Unidos compram 81 jatos de combate ex-soviéticos no Cazaquistão
Caças SU-27 ucranianos escoltando um bombardeiro SU-24 da linha de frente durante um exercício da força aérea na base aérea militar de Starokostyantyniv em outubro de 2018 Foto: Genya Savilov – Getty Images/Divulgação

Estados Unidos adquirem 81 jatos de combate ex-soviéticos do Cazaquistão, potencialmente para apoiar a Ucrânia, em meio a crescentes tensões e realinhamento geopolítico na região.

Os Estados Unidos finalizaram a compra de 81 jatos de combate ex-soviéticos do Cazaquistão, em um acordo que pode ter implicações diretas para o apoio militar à Ucrânia. Estas aeronaves, que incluem modelos como Mig-27, Mig-29, e SU-24, foram originalmente fabricadas nas décadas de 70 e 80 e fazem parte do arsenal que o Cazaquistão herdou após o colapso da União Soviética.

O negócio, que envolveu a venda de aeronaves por um valor declarado de aproximadamente $2.260.000 cada, sugere que esses jatos poderiam ser usados como fontes de peças ou, potencialmente, como alvos falsos em aeródromos ucranianos. Esta última estratégia visaria confundir as forças russas e preservar as aeronaves operacionais da Ucrânia, que atualmente incluem modelos similares aos adquiridos.

A venda das 81 aeronaves militares da era soviética acontece em um contexto de crescente alinhamento do Cazaquistão com o Ocidente

A venda acontece em um contexto de crescente alinhamento do Cazaquistão com o Ocidente, uma mudança significativa dado os laços históricos e estratégicos do país com a Rússia. Esta aproximação com os Estados Unidos, e possivelmente com a OTAN, foi evidenciada por declarações de apoio à soberania e integridade territorial do Cazaquistão feitas pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, em uma visita recente ao país.

Aquisições dos Estados Unidos levantam questões sobre a continuidade da política externa

As aquisições dos Estados Unidos levantam questões sobre a continuidade da política externa e de defesa na região, especialmente em relação à Rússia, que viu esses movimentos com desagrado. Com o conflito ucraniano ainda em curso, a introdução dessas aeronaves ex-soviéticas em qualquer capacidade poderia alterar dinâmicas militares e estratégicas, tanto em termos práticos quanto simbólicos.

Se as negociações forem confirmadas como bem-sucedidas, essa aquisição poderá representar um avanço significativo no suporte aos esforços de defesa da Ucrânia, realçando o papel dos Estados Unidos como um dos principais atores no cenário geopolítico da Europa Oriental e como um aliado estratégico de nações que antes faziam parte do bloco soviético, como é o caso do Cazaquistão.

Inscreva-se
Notificar de
guest
5 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Bruno Teles

Falo sobre tecnologia, inovação, petróleo e gás. Atualizo diariamente sobre oportunidades no mercado brasileiro. Sugestão de pauta? Manda no brunotelesredator@gmail.com

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x