Em meio a crise do petróleo, EBSE entrega tanques e skids para o campo de Azulão, no Amazonas

Flavia Marinho
por
-
27-04-2020 12:27:16
em Indústria e Construção Civil
Em meio a crise do petróleo, EBSE entrega tanques e skids para o campo de Azulão, no Amazonas Em meio a crise do petróleo, EBSE entrega tanques e EBSE Engenharia de Soluções é um dos mais tradicionais fabricantes nacionais de equipamentos industriais, tubos de grande diâmetro e de caldeiraria

Em meio a pandemia e a crise do petróleo, algumas empresas do setor estão conseguindo progredir em seus projetos, uma delas é a EBSE que deu início a entrega de equipamentos que serão usados no campo de gás natural de Azulão, no Amazonas. Petrobras paralisa sondas na Bahia e Sergipe, 550 petroleiros ficam desempregados

Leia também

A companhia iniciou semana retrasada a entrega dos tanques de água de incêndio, tanques de armazenamento de condensado e skids de processos equipamentos contratados pela Eneva, para o projeto de óleo gás de Azulão, no Amazonas.

De acordo com o CEO da EBSE, Marcelo Bonilha, em entrevista ao Petronotícias, até o final do mês que vem todos os equipamentos serão entregues. “Para nós, este é um contrato muito importante porque a Eneva é um grande, importante e tradicional cliente”, declarou o executivo.

Atualmente além destes, a companhia conta com outros contratos de óleo e gás em andamento, sendo responsável também pela fase de engenharia e suprimento para fabricação de equipamentos para os FPSOs Búzios V e Mero 2. “Vamos começar a receber, no final do próximo mês, as chapas para poder começar a fabricação desses equipamentos”, afirmou o executivo.

Ele afirma também que apesar do período de crise econômica por conta da Covid-19, a companhia continua fazendo investimentos e projetos.

Por exemplo os contratos de tubos, onde a empresa efetuou uma venda bastante interessante para um importante parceiro, a AçoTubo, que está vendendo para a Vale.

Para atender a demanda de pedidos de tubos de inox, a empresa também firmou uma parceria com a Schulz em Campos (RJ), para a fabricação de aços de ligas especiais.

Marcelo Bonilha diz que pelo fato da EBSE ser uma empresa que não tem um produto seriado, as vendas da companhia são por encomenda.

Ele diz que a firma tem presença consolidada no setor de óleo e gás, mas que também tem contratos com as empresas de papel e celulose Bracell e Klabin, além de estar se fortalecendo no ramo da mineração visto que a mineradora Vale começou a trabalhar com tubos com certificação API.

A companhia afirma que apesar do cenário atual, não fará demissões neste ano de 2020, uma vez que a empresa continua com projetos e obras até o final deste ano.

A fim de proteger seus funcionários da contaminação pela novo coronavírus a companhia implantou protocolos bastante rígidos para poder evitar a contaminação na fábrica, não tendo até o momento nenhum colaborador infectado.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe