MENU
Menu
Início Egressos do Novo Ensino Médio: Direto do colégio para o mercado de trabalho, com diploma e carteira assinada

Egressos do Novo Ensino Médio: Direto do colégio para o mercado de trabalho, com diploma e carteira assinada

25/01/2024 às 15:41
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
ensino secundário, segundo grau, escola secundária
Samuel Ribeiro é auxiliar de TI numa empresa de transportes Ramon Souza guarda todas as medalhas que conquistou nos campeonatos de robótica Isabel Maia trabalha num laboratório de análises clínicas no setor de tecnologia da informação Caio Henrique Nascimento cursa Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Universidade da Amazônia (UNAMA) – Todos os direitos: Portal da Indústria

Egressos do SESI SENAI do Pará se formaram no novo ensino médio e já estão inseridos no mercado de trabalho da área de tecnologia, com demanda por profissionais qualificados.

Conseguir uma formação no ensino médio pode ser o primeiro passo para uma carreira de sucesso. Exemplo disso são os jovens Samuel Ribeiro, Caio Henrique Nascimento, Ramon Souza e Isabel Maia, que saíram das escolas do SESI e do SENAI com o diploma do curso técnico em redes de computadores e conseguiram vagas de trabalho.

O Novo Ensino Médio oferece a oportunidade de finalizar os estudos juntamente com um curso técnico, abrindo portas para o mercado de trabalho. Para os jovens, especialmente na área de tecnologia, que está em alta demanda por profissionais qualificados, essa é uma grande vantagem. O ensino secundário agora oferece uma formação mais completa e alinhada com as necessidades do mercado, preparando os estudantes para o primeiro emprego.

Artigos recomendados

Ensino Médio e o Mercado de Tecnologia

Para muitos, tecnologia não era a primeira nem a última opção, mas a prática e as boas perspectivas de emprego despertaram o interesse na área. Segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais (Brasscom), apenas no mercado de Tecnologia da Informação, o Brasil terá mais de 500 mil vagas de emprego que vão precisar de mão de obra qualificada até dezembro de 2025.

Inteligência artificial, análise de dados, cibersegurança e experiência do usuário são alguns dos campos com maior necessidade atualmente. Pegando carona nessas oportunidades, Samuel, Caio, Ramon e Isabel conseguiram um grande feito: saíram do ensino médio direto para o mercado de trabalho.

Ensino Secundário no Mundo da Tecnologia

Que rede de contatos, o chamado networking, é importante, todo mundo sabe. No universo da tecnologia não é diferente. Além dos requisitos para se encaixar na vaga, ter um bom relacionamento com os colegas e professores na escola e no estágio faz a diferença.

Ao longo do ensino médio, os docentes abriram portas para Ramon Souza, 19. ‘Me esforçava muito, o professor me conhecia. Meus dois primeiros estágios eu consegui graças a ele, que me indicou’, disse o egresso do SESI Belém.

Perto de finalizar o terceiro ano, foi contratado pela empresa onde era estagiário e passou cinco meses como efetivado. Tempos depois, uma ex-funcionária de um local onde estagiou o chamou para trabalhar numa nova empresa. Ramon aceitou e, atualmente, é auxiliar de tecnologia de um escritório contábil.

Apesar de ter feito dois anos do ensino médio de maneira remota e em outra cidade, ele tinha receio de não dar certo. Alguns colegas inclusive não conseguiram ou não tiveram condições de continuar as aulas on-line, mas o estudante não desistiu. O novo ensino médio permitiu que ele olhasse para o seu próprio futuro com mais gentileza.

‘O Caio de antes não tinha visão de futuro e muitos planos pra vida, até porque como vim de uma família simples e a gente não tinha intuito de estudar. Eu não era tão dedicado, era preguiçoso, mas comparado a quem sou hoje, não só meu pai, mas meus amigos falam que têm muito orgulho de mim’, finaliza. ‘Conquistei coisas que jamais imaginei.’

Fonte: Portal da Indústria

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x