Menu
Início EBSE inova com construção da MAIOR empresa de tubos helicoidais para a indústria de energia, sanemaento e óleo e gás da América Latina, a Pipewave

EBSE inova com construção da MAIOR empresa de tubos helicoidais para a indústria de energia, sanemaento e óleo e gás da América Latina, a Pipewave

11 de agosto de 2023 às 16:21
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Tubos, EBSE, Pipewave
Imagem: Reprodução / Fonte: Tubos ABC

O projeto da EBSE está sendo desenvolvido em parceria com a UFRJ e a USP

Um novo marco está sendo alcançado pela EBSE, a maior caldeiraria privada do Rio de Janeiro, ao inaugurar a Pipewave, uma empresa voltada para a fabricação de tubos helicoidais. Esses produtos, fabricados a partir de bobinas laminadas, têm aplicações cruciais em setores como saneamento, energia, química e óleo & gás. 

A decisão de explorar esse novo nicho dos tubos foi impulsionada pelo Marco do Saneamento, que visa a universalização dos serviços de água e esgoto até 2033. A EBSE, em parceria com a Universidade de São Paulo e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, está conduzindo esse projeto inovador.

Artigos recomendados

Vislumbrando novas oportunidades: a ideia por trás da Pipewave

A EBSE lançou a Pipewave como uma resposta à crescente demanda por tubos helicoidais. A decisão de ingressar nesse setor foi influenciada pelo Marco do Saneamento, aprovado em 2020, que prevê a ampliação dos serviços de água e esgoto até 2033. Reconhecendo o potencial desse mercado em ascensão, a EBSE conduziu estudos de viabilidade que confirmaram a necessidade de significativos investimentos no setor de saneamento. A empresa decidiu aproveitar sua vasta experiência e infraestrutura para dar vida a essa nova empreitada.

A montagem da linha de fabricação da Pipewave foi cuidadosamente planejada e executada. A EBSE adquiriu os equipamentos necessários do exterior, após uma rigorosa validação dos fornecedores. A montagem dos tubos começou há três meses e já está na fase final de comissionamento, com inauguração prevista para meados de agosto. 

A empresa também está trabalhando no credenciamento em plataformas e no cadastramento em empresas para divulgar a Pipewave no mercado. Com diversos orçamentos em mãos, a Pipewave está pronta para se tornar um complemento valioso ao portfólio da EBSE.

Perspectivas promissoras para a indústria de tubos helicoidais

A Pipewave tem como meta produzir entre 4 mil e 5 mil toneladas de tubos por mês, variando de 500 mm a 3.200 mm de diâmetro e de 6,35 mm a 25,4 mm de espessura. Esse processo inovador utiliza bobinas de aço, mais econômicas que as chapas planas, e opera de forma automatizada, proporcionando eficiência e agilidade. Com a automatização do processo de pintura nos planos para os próximos meses, a Pipewave está preparada para revolucionar a indústria de tubos helicoidais.

O setor de saneamento é um grande foco, mas a empresa também vislumbra oportunidades em outros segmentos, como construção civil, papel e celulose, óleo e gás, e mineração. A EBSE, em parceria com a Universidade de São Paulo e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, está redefinindo a produção de tubos helicoidais, lançando as bases para um futuro mais eficiente e sustentável.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR