MENU
Menu
Início Confira a taxa de DESEMPREGO de cada estado; Santa Catarina é o com menos desempregados no Brasil

Confira a taxa de DESEMPREGO de cada estado; Santa Catarina é o com menos desempregados no Brasil

22 de fevereiro de 2024 às 18:09
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
IBGE divulga números sobre o desemprego no Brasil. (Imagem/ Reprodução)
IBGE divulga números sobre o desemprego no Brasil. (Imagem/ Reprodução)

Dados revelados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram os estados com melhor e pior desempenho quando o assunto é desemprego.

Um levantamento divulgado pelo IBGE mostrou que, no último trimestre de 2023, o estado de Santa Catarina foi o que teve o menor índice de desemprego no Brasil. Esse resultado foi na contramão do apresentado pelo Amapá, que apresentou o maior percentual de pessoas sem trabalho.

Taxa de desemprego abaixo da média nacional.

Os valores apresentados pelo IBGE mostram que o percentual apresentado pelo estado de Santa Catarina está abaixo da média nacional. Isso porque, na média, a taxa de desemprego no Brasil está em 7,4%. Em contrapartida, no estado catarinense, este percentual está em 3,2%.

Artigos recomendados

Por outro lado, o Amapá, que como dito, foi o que apresentou o pior percentual quando o assunto é a taxa de desemprego, somou 14,02%, ou seja, praticamente o dobro da média registrada hoje no Brasil.

Percentuais por estados

  • Santa Catarina: 3,2%;
  • Rondônia: 3,8%;
  • Mato Grosso: 3,9%;
  • Mato Grosso do Sul: 4%;
  • Paraná: 4,7%;
  • Rio Grande do Sul: 5,2%;
  • Espírito Santo: 5,2%;
  • Goiás: 5,6%;
  • Minas Gerais: 5,7%;
  • Tocantins: 5,8%;
  • Acre: 6,7%;
  • São Paulo: 6,9%;
  • Roraima: 7,0%;
  • Maranhão: 7,1%;
  • Pará: 7,8%;
  • Rio Grande do Norte: 8,3%;
  • Ceará: 8,7%;
  • Amazonas: 8,8%;
  • Alagoas: 8,9%;
  • Distrito Federal: 9,6%;
  • Paraíba: 9,6%;
  • Rio de Janeiro: 10%;
  • Piauí: 10,6%;
  • Sergipe: 11,2%;
  • Pernambuco: 11,9%;
  • Bahia: 12,7%;
  • Amapá: 14,2%.

De acordo com a pesquisa, Santa Catarina teve um desenvolvimento expressivo no segmento “Outros Serviços” (12,8%), que liderou o crescimento com 24 mil novos postos de trabalho, seguido pelo setor de “Alojamento e Alimentação” (12,6%), que teve um aumento de 20 mil empregos.

Santa Catarina destacou-se em carteira assinada.

Além da baixa taxa de desemprego, Santa Catarina também registrou bons números no trabalho com carteira assinada. Ao todo, 88,2% dos trabalhadores do estado estão com a carteira assinada.

No Twitter, Jorginho Mello (PL), governador de Santa Catarina, comemorou esse resultado e ainda destacou a resiliência de seu estado. Além disso, ele também destacou a importância dos investimentos em infraestrutura, saúde, segurança e educação para os resultados positivos alcançados.

Santa Catarina é isso, é trabalho, é resiliência. A gente vê no dia a dia, vem a dificuldade e em seguida o povo está de pé novamente. Vem a crise, o estado é o último a entrar e o primeiro a sair, reconstruindo, trabalhando firme”, disse ele.

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
0 0 Votos
Avalie o Artigo

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x