Chevron tem planos para adquirir novas áreas de óleo e gás nos próximos leilões no Brasil

Chevron – óleo – óleo e gás Plataforma de petróleo da Chevron/ Fonte: Logo

O CEO da Chevron Brasil, Mariano Vela, disse que a empresa tem planos para os próximos leilões de óleo e gás e mira no sucesso da exploração do pré-sal

Na última quinta-feira, o presidente da Chevron Brasil, Mariano Vela, afirmou que a empresa continua com planos para as futuras oportunidades de aquisições nos leilões de óleo e gás no Brasil. O CEO da Chevron disse que apesar do movimento de transição energética para uma economia de baixo carbono, onde muitas empresas do setor de óleo e gás estão aderindo, a janela de oportunidades para investimentos na indústria petrolífera brasileira ainda está aberta. Veja ainda: Empresa do ramo de petróleo e gás, Altera&Ocyan, abre diversas vagas de estágio no Rio de Janeiro

As oportunidades da Chevron no setor de óleo e gás no Brasil

Mariano Vela disse que o futuro da Chevron no Brasil está focado, claramente, no sucesso da exploração do pré-sal e ele ainda diz que continuam a avaliar futuras oportunidades. O anúncio dos planos da Chevron foi feito durante evento on-line promovido pelo IBEF – Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças.

O presidente da Chevron Brasil ainda comentou sobre as oportunidades presentes na 17ª Rodada de concessões de blocos exploratórios, marcada para o mês de outubro e no leilão dos excedentes da cessão onerosa de Sépia e Atapu, no pré-sal, prevista para dezembro deste ano. Mariano ainda citou sobre o tamanho das oportunidades do Brasil, que é algo muito atrativo para a Chevron e que os ativos do pré-sal estão no “topo dos rankings mundiais” em potencial de descobertas de recursos.

Transição energética relacionado com o setor de óleo e gás

Mariano ainda citou sobre a transição energética e disse que a Chevron reconhece que o óleo e gás continuarão sendo muito importantes por várias décadas e é importante reconhecer que no Brasil, a oportunidade existe e que janela ainda está aberta. Vela ainda destacou que é importante garantir a competitividade da indústria petrolífera em todo o mundo.

Na mesma linha de pensamento, Andre Araujo, presidente da Shell Brasil, disse que as grandes petroleiras irão buscar os locais de óleo e gás onde as regras são estáveis e claras. Ele ressalta que precisam encontrar um caminho para a competitividade, num ambiente onde empresas vão ter um teto de investimentos e uma competição por capital com diversas alternativas.

Veja ainda: Chevron fecha campo de gás Tamar em meio a distúrbios em Israel

Um porta-voz da Chevron confirmou em um e-mail para a Offshore Energy que a empresa havia desligado a plataforma Tamar e despressurizada de acordo com as instruções do Ministério de Energia do país. Segundo a Reuters, Israel realizou centenas de ataques aéreos em Gaza e militantes palestinos dispararam vários foguetes contra Tel Aviv e a cidade de BeerSheba, no sul do país, as hostilidades mais intensas na região em anos.

A Chevron assumiu o campo de gás Tamar e Leviathan após a aquisição da Noble Energy em outubro de 2020. O campo de Leviathan, o maior de Israel, iniciou a produção em 2019. O gás é exportado para a Jordânia e Egito, bem como fornecido ao mercado local.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos