Home > Sem categoria

Chega ao fim os testes de longa duração do campo de Mero

Paulo Nogueira
por
-
05-10-2018 06:57:32
em Sem categoria
Petrobras mero fpso produção

Com a conclusão dos testes de longa duração em Mero pela Petrobras e Parceiras, tudo indica que em breve vagas de emprego irão surgir

O campo de Libra obtém um avanço importante, o consorcio que explora a área finalizou o teste de longa duração no campo de Mero que fica dentro do bloco. O início destes testes foi em novembro de 2017, utilizando o FPSO Pioneiro de Libra. No decorrer deste período, o poço produtor relacionado a plataforma atingiu uma produção de 58 mil barris de petróleo (BOED).

De acordo com a Petrobras, operadora do campo de Libra, conceituou a atividade como um grande resultado em águas ultra profundas.

Ainda de acordo com a estatal, os efeitos tecnológicos alcançados durante o TLD possibilitarão a implantação acelerada de até 4 sistemas de produção definitivos em libra nos próximos anos. Cada um terá autonomia de produzir até 180 mil barris de petróleo por dia.

Os Sistemas de Produção Antecipada (SPAs) decorrentes em outros poços de Mero, passara a ser operado pelo FPSO Pioneiro de Libra. O atual poço injetor de gás será substituído, por outro posicionado mais próximo do poço produtor na etapa subsequente. Ao fim desta fase, a embarcação será desancorada e deslocada para anova locação em Mero, dando seguimento ao programa SPAs.

A embarcação Pioneiro de Libra, tem a capacidade para processar até 50 mill barris de petróleo diariamente e 4 milhões de metros cúbicos de gás associado.  Quem lidera este consorcio é liderado pela Petrobras, com participação de 40% e parceria com a Shell que obtém 20% a Total os 20% e as Chinesas CNPC que detém 10% e a CNOOC Limited os últimos 10%. Exercendo o papel de gestora do contrato no consorcio esta estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA), uma empresa com visão moderna e que reúne uma equipe técnica de excelência e atitude colaborativa.

Empresa offshore na área de completação com vagas disponíveis

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.