MENU
Menu
Início BNDES prevê investimento de R$ 2 bilhões para impulsionar a indústria naval brasileira

BNDES prevê investimento de R$ 2 bilhões para impulsionar a indústria naval brasileira

25 de janeiro de 2024 às 10:37
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
O BNDES anunciou investimento de R$ 2 bilhões para impulsionar a indústria naval brasileira, com foco em construção naval e descarbonização.
Foto: Canva

O BNDES anunciou investimento de R$ 2 bilhões para impulsionar a indústria naval brasileira, com foco em construção naval, descarbonização da frota e desenvolvimento do Planejamento Espacial Marinho.

Em uma cerimônia a bordo do navio H-39, da Marinha, no Rio de Janeiro, o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) revelou uma ambiciosa iniciativa para fomentar a indústria naval do Brasil. Aloizio Mercadante, presidente do banco, anunciou na última quarta-feira, (24/01), que está previsto um investimento de R$ 2 bilhões destinados à construção naval, por meio do Fundo da Marinha Mercante (FMM).

Veja: PAC vai desenvolver a Indústria Naval no Brasil

Fonte: Lula

Como o BNDES vai apoiar a indústria naval brasileira

As novas frentes de atuação, integradas no programa BNDES Azul, têm como objetivo impulsionar o desenvolvimento econômico e sustentável do oceano.

Artigos recomendados

Entre as medidas anunciadas estão o desenvolvimento do Planejamento Espacial Marinho (PEM), recursos para inovação e descarbonização da frota naval, incentivos à infraestrutura portuária e apoio aos recursos hídricos.

Mercadante destacou a importância estratégica dos oceanos para um país com extensos 8,5 milhões de quilômetros de costa, afirmando que “os interesses nos oceanos são decisivos para o futuro”.

O PEM, uma parceria entre o governo e a Marinha, visa mapear os usos do ambiente marinho para articular políticas públicas, com estudos previstos nas regiões norte (Amazônia Azul), sul e sudeste.

Descarbonização da frota naval: os incentivos do BNDES para o uso de combustíveis renováveis

No que diz respeito à descarbonização da frota naval, o BNDES estabeleceu políticas de incentivo ao uso de combustíveis renováveis.

Projetos que comprovem iniciativas limpas poderão usufruir de uma redução de até 0,4 pontos percentuais na taxa de juros.

Mercadante ressaltou que essas iniciativas estão alinhadas com as tendências internacionais do setor, alertando para multas previstas pela Organização Marítima Internacional (IMO) a partir de 2030 para embarcações sem combustível sustentável.

Além disso, o BNDES também anunciou investimentos portuários, disponibilizando linhas de financiamento de apoio aos R$ 45 bilhões destinados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o setor, abrangendo arrendamentos e Terminais de Uso Privativo.

O banco estatal indicou a possibilidade de estabelecer parcerias com entidades do setor privado e realizar operações no mercado de capitais.

Este anúncio ocorre em meio ao “Nova Indústria Brasil”, um pacote de R$ 300 bilhões anunciado pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para impulsionar a indústria nacional.

Com o BNDES contribuindo com R$ 250 bilhões, a proposta destaca o retorno do Estado como principal indutor do desenvolvimento nacional, incluindo incentivos fiscais e financiamento por empresas estatais.

A Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) completam o financiamento.

Fonte: Poder360

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x