1. Início
  2. / Automotivo
  3. / Ações da Toyota despencam na bolsa e montadora perde R$ 79 bilhões em valor de mercado: Escândalo de fraude no Yaris Cross e Corolla aniquila credibilidade da maior fabricante de carros do mundo
Tempo de leitura 3 min de leitura Comentários 18 comentários

Ações da Toyota despencam na bolsa e montadora perde R$ 79 bilhões em valor de mercado: Escândalo de fraude no Yaris Cross e Corolla aniquila credibilidade da maior fabricante de carros do mundo

Escrito por Flavia Marinho
Publicado em 15/06/2024 às 04:04
toyota - yaris cross - corolla - suv - motor - fraude - carros da toyota - acoes da toyota - bolsa de valores
Toyota, a maior fabricante de carros de mundo também é vencedora em polêmicas: montadora anunciou a suspensão das produções e vendas do Corolla Fielder, Corolla Axio e Yaris Cross.

Toyota, a maior fabricante de carros de mundo também é vencedora em polêmicas: montadora anunciou a suspensão das produções e vendas do Corolla Fielder, Corolla Axio e Yaris Cross.

Toyota, a maior fabricante de automóveis do mundo está enfrentando um caminho mais escorregadio desde o final de maio. Após a revelação de que a empresa utilizou dados falsificados em testes de segurança, as ações da Toyota caíram mais de 5,4%. Essa polêmica já resultou em uma perda de US$ 15,62 bilhões para a companhia (cerca de R$ 79 bilhões).

Desde janeiro, o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transportes e Turismo do Japão vem investigando a montadora e descobriu que a Toyota modificou veículos usados em testes de colisão. Com a divulgação do relatório sobre as falsificações, a Toyota anunciou a suspensão das remessas e vendas de três modelos fabricados no Japão: Corolla Fielder, Corolla Axio e Yaris Cross.

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, admitiu fraude nos teste dos SUV Yaris Cross e Corolla

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, admitiu que sete modelos da empresa foram “testados por métodos diferentes dos padrões estabelecidos pelas autoridades nacionais”. Toyoda também se desculpou com consumidores e investidores da marca. “Como responsável pelo Grupo Toyota, gostaria de pedir desculpas aos nossos consumidores, fãs de carros e a todos os nossos acionistas por isso”, declarou Toyoda.

O escândalo aumenta a pressão para a reunião geral da Toyota, que ocorre no final deste mês. As consultorias Glass Lewis e Serviços de Investidores Institucionais têm recomendado que os acionistas votem contra a reeleição de Toyoda à presidência.

Na manhã de segunda-feira (10), a empresa tentava recuperar as perdas, com uma alta de 0,89% em Nova York, às 12h.

Pega no flagrante: Honda, Yamaha Motor, Suzuki Motor e Mazda

A Toyota não foi a única envolvida. O relatório do governo japonês também apontou irregularidades nos certificados das empresas Honda, Yamaha Motor, Suzuki Motor e Mazda.

As três primeiras foram encontradas com dados falsos nos testes dos veículos, enquanto a Mazda, assim como a Toyota, alterou os veículos dos testes. A fabricante suspendeu os modelos Roadster RF e Mazda 2.

O Ministério de Transporte do Japão anunciou que realizará inspeções in loco nas cinco empresas onde as fraudes ocorreram.

Na semana seguinte ao anúncio das fraudes, as ações da Honda caíram 5,75% em Nova York, enquanto a Yamaha Motor apresentou uma queda de 2,2%.

Na segunda-feira, a Honda buscava recuperação, com as ações operando em alta de 1,27%, por volta das 12h, em Nova York.

Toyota: a maior fabricante de carros de mundo também é vencedora em polêmicas

Em 2023, a Toyota deixou seus concorrentes para trás e se tornou a maior fabricante de carros em termos de vendas. A empresa reportou 11,2 milhões de veículos vendidos no último ano, superando a Volkswagen, sua principal rival, por uma margem de 2 milhões.

Apesar de liderar o mercado, a Toyota tem enfrentado uma série de denúncias. Em janeiro, a montadora foi envolvida em um escândalo de fraude em testes de certificação de motores diesel, visando alcançar números maiores de potência e torque.

Em dezembro, a Daihatsu, subsidiária da Toyota Industries, também admitiu ter falsificado resultados de testes de segurança. Segundo o comunicado, a filial cometia fraudes há mais de 30 anos. A investigação encontrou problemas em 64 modelos, que tiveram as remessas suspensas.

Inscreva-se
Notificar de
guest
❗❗❗Faça login para poder postar links, fotos, conectar com pessoas e muito mais. Seu perfil pode ser visto por mais de 1 milhão de usuários todos os dias😉
18 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Flavia Marinho

Flavia Marinho é Engenheira de Produção pós-graduada em Engenharia Elétrica e Automação, com vasta experiência na indústria de construção naval onshore e offshore. Nos últimos anos, tem se dedicado a escrever artigos para sites de notícias nas áreas da indústria, petróleo e gás, energia, construção naval, geopolítica, empregos e cursos, com mais de 7 mil artigos publicados. Sua expertise técnica e habilidade de comunicação a tornam uma referência respeitada em seu campo. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x