1. Início
  2. / Automotivo
  3. / A incrível construção da ponte e travessia sobre o Rio Paraná com mais de 21 km de extensão
Localização PR Tempo de leitura 3 min de leitura Comentários 34 comentários

A incrível construção da ponte e travessia sobre o Rio Paraná com mais de 21 km de extensão

Escrito por Bruno Teles
Publicado em 11/06/2024 às 15:25
A incrível construção da ponte e travessia sobre o Rio Paraná com mais de 21 km de extensão
A Ponte Hélio Serejo e a Travessia sobre o Rio Paraná são marcos de engenharia e construção civil que conectam os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo. Imagem: Construction Time/Divulgação

A Ponte Hélio Serejo e a Travessia sobre o Rio Paraná são marcos de engenharia e construção civil que conectam os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Para melhorar a conectividade entre Mato Grosso do Sul e São Paulo, o Brasil construiu uma das mais impressionantes obras de engenharia de sua história: a Ponte Hélio Serejo. Com 2.550 metros de extensão, juntamente com a travessia aterrada da BR-267, totalizando 12,5 km sobre o Rio Paraná, essa mega construção não é apenas uma via de transporte, mas também um símbolo de união e progresso.

A travessia Hélio Serejo cruza o majestoso Rio Paraná, ligando os municípios de Bataguassu (MS) e Presidente Epitácio (SP). A ponte tem 2.550 metros de extensão e 12,3 metros de largura, com pistas de rolamento nos dois sentidos e passeios laterais para pedestres.

Na construção, pilares de até 60 metros de altura foram posicionados para suportar a estrutura e resistir às forças da natureza

O aterro, com cerca de 10 km de extensão, protege a rodovia BR-267 do nível do rio, garantindo uma ligação segura entre os estados. A construção da travessia foi motivada pela necessidade de uma ligação rodoviária eficiente entre Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Antes, a travessia do Rio Paraná era um desafio, sendo feita principalmente por balsas e barcos, levando de duas a três horas. Com a travessia, o tempo foi reduzido para cerca de 10 minutos, oferecendo mais segurança e confiabilidade.

Hélio Serejo, um escritor e jornalista, foi o principal defensor dessa obra

Sua determinação foi fundamental para que o projeto se concretizasse, impulsionando o desenvolvimento econômico da região e fortalecendo os laços entre o Centro-Oeste e o Sudeste do país. O projeto, iniciado em 1959 pela empresa SOTE, envolveu o uso de concreto protendido, permitindo a criação de estruturas mais leves e duráveis.

A construção das vigas de concreto, pesando até 300 toneladas, e o aterro de 10 km foram aspectos cruciais do projeto. Técnicas de engenharia avançadas garantiram a estabilidade e a durabilidade da estrutura.

A construção foi feita em duas etapas. A primeira, concluída em 1962, envolveu a construção da pista de rolamento no sentido Bataguassu-Presidente Epitácio. A segunda etapa, finalizada em 1964, completou o aterro e a pista no sentido oposto.

A travessia trouxe inúmeros benefícios econômicos e sociais para Mato Grosso do Sul e São Paulo

Facilitou o escoamento da produção agrícola e industrial, atraiu novos investimentos e melhorou a qualidade de vida da população local, proporcionando acesso mais fácil a serviços essenciais.

A construção da travessia sobre o Rio Paraná é um testemunho da engenharia e determinação do povo brasileiro. Mais do que uma infraestrutura de concreto e aço, ela simboliza o poder de transformação e a importância de investir em infraestrutura para um futuro melhor para todos os brasileiros.

Inscreva-se
Notificar de
guest
34 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Bruno Teles

Falo sobre tecnologia, inovação, petróleo e gás. Atualizo diariamente sobre oportunidades no mercado brasileiro. Sugestão de pauta? Manda no brunotelesredator@gmail.com

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x