MENU
Menu
Início A história do Ford Corcel: O belo sedã que teve a sua trajetória encerrada por causa de um fator

A história do Ford Corcel: O belo sedã que teve a sua trajetória encerrada por causa de um fator

23 de abril de 2024 às 12:30
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A história do Ford Corcel: O belo sedã que teve a sua trajetória encerrada por causa de um fator
Ford Corcel 1976 Foto: Divulgação/JHONATAN DA C15

Descubra a trajetória do Ford Corcel, o sedã que se destacou no mercado automotivo brasileiro com seu design inovador e variedade de modelos, até o encerramento de sua produção em 1986 devido à competição com veículos mais modernos introduzidos pela própria Ford.

O Ford Corcel, um ícone da indústria automotiva brasileira, teve sua produção encerrada devido a um fator crucial que marcou o fim de sua jornada. Este sedã, que iniciou sua vida sob a bandeira da Willys e em parceria com a Renault, foi posteriormente adotado e adaptado pela Ford, ganhando não só um novo nome mas também uma série de inovações que o diferenciavam do Renault 12, modelo francês que compartilhava sua plataforma.

O projeto, inicialmente conhecido como “Projeto M”, foi uma colaboração entre a Willys Overland do Brasil e a Renault, destinado a criar um automóvel que atendesse às necessidades dos consumidores brasileiros. Com a aquisição da Willys pela Ford em 1967, o projeto passou para as mãos da gigante americana, que o transformou no Ford Corcel. O carro foi completamente redesenhado para se adaptar às duras condições de rodagem do Brasil, incorporando uma robustez que lhe era característica.

Artigos recomendados

Lançado no Salão do Automóvel de 1968, o Ford Corcel destacou-se imediatamente por seu design sofisticado

Lançado no Salão do Automóvel de 1968, o Ford Corcel destacou-se imediatamente por seu design sofisticado e a qualidade de sua construção. Disponível inicialmente apenas na versão sedã de quatro portas, ele rapidamente expandiu sua linha para incluir versões luxuosas e até uma esportiva, o Corcel GT. Com um interior simples, porém refinado, e uma mecânica fiável, o Corcel oferecia um bom espaço interno e uma dirigibilidade agradável, atributos que conquistaram o coração dos brasileiros.

Ford Corcel foi equipado com uma série de motores ao longo de sua produção

O Corcel originalmente vinha equipado com um motor de 1.3 litros, um quatro cilindros que era conhecido por sua robustez e economia de combustível. Este motor foi herdado do Renault 12, refletindo a origem do projeto conjunto com a Willys Overland e a Renault antes de ser adquirido pela Ford.

Ao longo dos anos, o motor do Corcel recebeu várias atualizações para melhorar seu desempenho e eficiência. Por exemplo:

Motor 1.4L: introduzido para proporcionar mais potência, este motor foi uma resposta à necessidade de um desempenho um pouco mais robusto para o mercado brasileiro. Ele oferecia um bom equilíbrio entre economia de combustível e resposta mais ágil nas estradas.

Motor 1.6L: lançado nas versões posteriores, especialmente para as versões GT e as mais luxuosas, este motor proporcionava um aumento significativo na potência e no torque, oferecendo melhor desempenho e uma experiência de condução mais prazerosa.

Os motores do Ford Corcel eram conhecidos por seu consumo eficiente de combustível

Os motores do Ford Corcel eram conhecidos por seu consumo eficiente de combustível. O motor 1.3L original, por exemplo, proporcionava um consumo impressionante de 10 km/l na cidade e até 13 km/l na estrada, números bastante respeitáveis para a época. Com o aumento da cilindrada para 1.4L e depois 1.6L, o consumo de combustível aumentou ligeiramente, mas ainda assim permaneceu competitivo dentro de sua categoria.

Versão esportiva GT

Para a versão GT, o Corcel foi equipado com um motor mais potente, que era essencialmente uma versão modificada do motor 1.6L com ajustes para aumentar a potência e melhorar o desempenho. Este motor não só proporcionava uma aceleração mais rápida, mas também oferecia uma experiência de condução mais dinâmica, com acelerações de 0 a 100 km/h em tempos reduzidos e uma velocidade máxima maior.

A trajetória do Ford Corcel, no entanto, foi interrompida no final de 1986

A trajetória do Ford Corcel, no entanto, foi interrompida no final de 1986. Apesar das diversas atualizações e melhorias ao longo dos anos, o modelo foi gradualmente ofuscado por veículos mais modernos e com designs mais atuais. A própria Ford introduziu novos modelos, como o Ford Del Rey e o Ford Escort, que competiam diretamente com o Corcel em termos de mercado. Essa concorrência interna, aliada a uma estética que já não resonava tanto com o público mais jovem, levou ao declínio nas vendas do Corcel.

Você já teve um Ford Corcel ou conhece alguém que teve? Compartilhe suas histórias nos comentários abaixo e continue seguindo para mais conteúdos sobre a história automotiva!

Inscreva-se
Notificar de
guest
40 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
40
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x