MENU
Menu
Início 42,8% dos transportadores devem demitir funcionários até o final deste mês

42,8% dos transportadores devem demitir funcionários até o final deste mês

8 de maio de 2020 às 10:38
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
transportadoras, caminhões, demissões, funcionários
transportadoras, caminhões, demissões, funcionários

É possível, que até o final de maio, 42,8% das empresas transportadoras tenham realizado redução no quadro de funcionários

Dados da segunda rodada de Pesquisa de Impacto no Transporte – Covid-19, publicados no último dia 04, informaram que ainda que transportadoras tentem manter os empregos, 33% já precisaram realizar demissões devido as consequências trazidas pelo coronavírus. Das empresas que ainda não fizeram cortes (54,3%), 18,1% pretendem concretizar o ato. Portanto, é possível que até o fim de maio, 42,8% dos transportadores tenham demitido funcionários.

Veja ainda outras notícias:

De acordo com o Site PortoseNavio, dos transportadores entrevistados que já realizaram demissões, 72,7% demitiram até 49 empregados; outros 11,1% realizaram a demissão de cem ou mais empregados.

O levantamento dos dados foi realizado com 600 empresas de transporte de cargas e de passageiros de todas as modalidades, entre 20 e 24 do último mês, onde a primeira fase da pesquisa foi divulgada no início deste mês.

A segunda rodada da pesquisa, realizada pela CNT, revela agravamento da crise, com consequências diretas sobre os empregos. De acordo com o presidente da CNT, Vander Costa, “apesar de entender a importância das medidas já adotadas para reduzir os impactos da crise, os transportadores acreditam na necessidade da aplicação de medidas de apoio mais consistentes. É fundamental que essas medidas sejam aplicadas a todas as empresas, independentemente de seu porte. Só assim será possível assegurar empregos e manter a operação dos serviços de transporte, essenciais para o abastecimento do país”.

Dados da 2ª rodada:

Demissões:

  • 33% dos transportadores já precisaram realizar demissões;
  • 42,8% devem realizá-las até o final de maio;
  • 72,7% das demissões foram de até 49 empregados; 11,1%, de cem ou mais;

Suspensão de Contratos:

  • 33% dos transportadores já suspenderam contratos de trabalho temporariamente;
  • 47,5% devem suspendê-los até o final de maio;
  • 52,5% das suspensões foram em contrato de até 49 empregados; 23,2%, em contrato de mais de cem empregados;

Redução da Jornada e do Salário:

  • 33,2% dos transportadores optaram pela redução da jornada de trabalho e de salários, proporcionalmente
  • 60,8% optaram pela redução de 25%; 49,7%, pela redução de 50%; e 30,7%, pela redução de 70%
  • Entre os transportadores que já aplicaram a redução da jornada, 43,2% acreditam na necessidade de realizar novas reduções.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR