Veja os cenários financeiros relacionados ao petróleo

Paulo Nogueira
por
-
29-04-2020 18:56:55
em Petróleo, Óleo e Gás
Petróleo Petrolíferas Índices

Para que os investidores possam compreender as demandas, os índices, o cenário e os impactos no segmento do petróleo, preparamos as principais estimativas para a economia atual. Veja

O impacto global causado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) pode desenvolver a maior crise do setor petroleiro em 100 anos. Para se ter uma ideia, os índices do segmento apontaram uma redução de 30% no preço do barril de petróleo no final de março.

Nesse sentido, as previsões de demanda para as organizações petrolíferas caíram, em razão da contínua disseminação do coronavírus pelo Brasil e mundo. Além disso, a devastação econômica influenciou significativamente o ambiente atual de negócios.

O isolamento social determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a redução da produção industrial estagnaram de vez a economia mundial, conteve a demanda de petróleo e fez despencar o valor do combustível.

Segundo a Rystad Energy, até o final de abril, a demanda mundial de petróleo poderá despencar mais de 11 milhões de barris por dia. Em contrapartida, a Trafigura, corretora especializada em energia, prevê uma queda de 10 milhões a curto prazo.

Os impactos e índices de demanda já tinham sido ajustados em razão do crescimento contínuo da pandemia e, possivelmente, continuarão crescendo durante a proliferação do vírus. Com a instabilidade econômica, vale a pena conhecer as previsões de demanda.

Para isso, separamos os possíveis cenários positivos e desafios para demanda de petróleo. Confira a seguir!

Índices e cenários da indústria petrolífera

Para que os investidores possam compreender as demandas, os índices, o cenário e os impactos no segmento petrolífero, preparamos as principais estimativas para a economia atual. Veja.

Piores cenários

Falando sobre esse assunto, é necessário deixar claro que os impactos negativos são independentes do outro. Nesse sentido, o pior cenário para as petroleiras, é a extensão do isolamento social e a limitação dos meios de transporte em todo mundo.

Outro ponto negativo é a desaceleração do vírus para surgir mais forte meses depois. Essa situação é bem parecida com a gripe espanhola, em 1918.

Além disso, as pessoas podem continuar temendo o vírus, mantendo assim o isolamento social. Com isso, as viagens aéreas podem não ser retomadas até o final de 2020 e os países continuarão com as fronteiras fechadas e as placas de sinalização presentes.

Vale destacar o papel da Arábia Saudita nesse momento. O país, por sua vez, se comprometeu a produzir uma quantidade maior de petróleo e exportar as matérias-primas a preços baixos e, consequentemente, pode encontrar dificuldades para ofertas petrolíferas.

Melhores cenários

Os índices positivos dependem exclusivamente um do outro. Nesse sentido, vamos supor que a Arábia Saudita encontre clientes suficientes para vender o petróleo que está sendo oferecido no mercado, assim, consegue reduzir o valor e ampliar os investimentos em alpinismo industrial.

Outro ponto positivo é se a China, Índia e outros países que importam petróleo, conseguissem aumentar a suas reservas de estoque, fechando cada vez mais negócios com indústrias petrolíferas a preços baixos.

As pessoas que gostam de viajar, por exemplo, identificam que o isolamento social não é mais necessário e começam a aproveitar os preços baixos dos pacotes de viagens.

Os países desenvolvidos, por sua vez, com grande valor financeiro, investem na reabertura de novos negócios desse segmento.

Conclusão

As petrolíferas não apresentam resultados positivos durante a pandemia. Entretanto, não é possível diagnosticar de forma assertiva os índices e impactos futuros.

Afinal, até o fim do ano passado, ninguém conseguiria prever que um vírus iria impactar significativamente a economia mundial. Então, acompanhe as tendências, os pontos positivos e negativos para a demanda da indústria petrolífera, até se envolver instalação câmera de segurança.

Além disso, o cenário atual pode mudar dependendo da economia dos países. A Arábia Saudita, por exemplo, pode encontrar clientes para estruturar a demanda de petróleo. Portanto, podemos ver transformações de todas as partes.

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe