MENU
Menu
Início Saiba como fazer faculdade DE GRAÇA em 5 países da Europa

Saiba como fazer faculdade DE GRAÇA em 5 países da Europa

22 de janeiro de 2024 às 09:41
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Saiba como fazer faculdade de graça na Europa

Os brasileiros podem fazer faculdade de graça em vários países da Europa, com burocracias nada difíceis, mas de forma simples. Suécia, Alemanha e Islândia, por exemplo, não cobram mensalidades a todos os estudantes, mesmos para aqueles que chegam de outros cantos do mundo.

Universidade e Europa: Uma Combinação Acessível para Estudantes Brasileiros

Além disso, existem estímulos para os estudantes ficaram em regiões estrangeiras. Os modos de estudos variam de local para local; no entanto, há opções para cursos de graduação e pós-graduação.

Artigos recomendados

Na Finlândia, por exemplo, existe uma bateria de benefícios para alunos do Brasil, a exemplo de mensalidades baixas, isenções, entre outras vantagens. Confira aqui uma lista de países onde brasileiros podem fazer faculdade de graça.

Países que Oferecem Faculdade de Graça

Para os brasileiros que estão querendo sair na frente, preparamos uma lista especial com 5 destinos que possibilitam se qualificar de graça.

Alemanha: Educação de Excelência sem Custos Elevados

A Alemanha é um dos países com maior excelência na educação; no mais, tem reduzidas tarifas no tocante ao estudo. Desde 2014 pode-se entrar em universidades alemãs de forma gratuita. Certas regiões ainda pedem taxas , mas o valor não é alto. Para os alunos de mestrado, é preciso, de fato, pagar mensalidade, só que os valores são também acessíveis. Pode-se no mais ingressar em projetos remunerados ou receber bolsa.

Áustria: Estudos Acessíveis para Alunos Internacionais

Há opções também na Áustria. Alunos de fora da União Europeia nas instituições públicas têm uma taxa de semestre que varia entre 360 e 720 euros. Também é preciso pagar a taxa de estudante de 17 euros e um seguro de 50. Existe, porém, a chance de se isentar dessas taxas ou inclusive conseguir bolsas que tornam a mensalidade 100% gratuita. Todas as oportunidades de valores podem ser analisadas no site de intercâmbio do país.

Suécia: Isenção Parcial de Mensalidades para Estudantes Internacionais

A isenção de pagamento na Suécia é muito acessível a estudantes brasileiros e de todo o globo. Se se quiser fruir dela, é necessário achar as próprias universidades ou o Instituto Sueco, que oferta bolsas totais e parciais. Em certos casos, deve-se ter tido notável desempenho nas atividades acadêmicas. Para quem está fazendo doutorado, as funções são remuneradas e o aluno recebe pelo estudo.

Islândia: Acesso à Educação Superior com Custos Moderados

A universidade pública na Islândia não tem mensalidade, contudo é preciso pagar uma taxa inicial que varia entre 100 e 250 euros. Em faculdades privadas, cidadãos da União Europeia pagam entre 30 a 60 euros por crédito, ao passo que não-europeus devem pagar de 100 a 150 euros por crédito.

República Tcheca: Ensino Superior Gratuito para Falantes de Tcheco

O ensino superior é de graça para quem sabe falar o idioma tcheco na República Tcheca. Estudos em outros idiomas têm mensalidades a partir de 1.000 euros a cada semestre. As instituições públicas demandam taxas de inscrição em torno de 20 euros e as particulares determinam as suas próprias quantias de inscrição.

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x