MENU
Menu
Início Raízen conquista importante posição no mercado sustentável e será a primeira empresa autorizada a produzir combustível para aviação, o SAF

Raízen conquista importante posição no mercado sustentável e será a primeira empresa autorizada a produzir combustível para aviação, o SAF

22 de agosto de 2023 às 20:08
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
raizen, vagas de emprego, emprego
Foto: reprodução www.raizen.com.br

A certificação obtida pela Raízen demonstra um passo extremamente importante no desenvolvimento de energia sustentável e biocombustíveis como o SAF

A Raízen, uma das principais empresas do setor de energia, deu um passo marcante rumo à sustentabilidade ao receber a cobiçada certificação ISCC CORSIA Plus (Carbon Offsetting and Reduction Scheme for International Aviation). Esta certificação confirma que os biocombustíveis de etanol produzidos em seu parque de bioenergia Costa Pinto, localizado em Piracicaba (SP), atende aos rigorosos padrões internacionais para a produção de Combustível Sustentável de Aviação (Sustainable Aviation Fuel – SAF), de acordo com o site Petronotícias.

A conquista consolida a Raízen como a primeira produtora de etanol do mundo a receber essa certificação de SAF, estabelecendo-a como líder na vanguarda dos biocombustíveis avançados e enfatizando o papel do Brasil nesse cenário.

Artigos recomendados

Sustentabilidade elevada: O impacto da certificação de SAF para a produção de combustíveis na transição energética

Ao receber a certificação ISCC CORSIA Plus, a Raízen alcança um marco significativo na transição energética. Essa certificação reconhece que a empresa está produzindo etanol de forma sustentável (SAF), considerando critérios sociais, ambientais e econômicos ao longo de toda a cadeia de valor dos biocombustíveis. Essa abordagem abrangente e responsável é essencial para atender às demandas de um mundo em busca de soluções de energia mais limpas e eficazes.

Além de representar um marco na produção de biocombustíveis, essa certificação confirma a Raízen como líder na transição energética, especialmente em setores de difícil descarbonização, como a aviação. A empresa agora é pioneira no fornecimento de etanol para a produção de SAF, destacando seu compromisso com a inovação, a sustentabilidade e sua posição de destaque em mercados desafiadores, como o da aviação.

O caminho para um futuro sustentável através dos combustíveis

Francis Queen, vice-presidente de Etanol, Açúcar e Bioenergia da Raízen, enfatiza a dedicação da empresa a alternativas mais limpas e sustentáveis, ressaltando que a busca por uma pegada de carbono reduzida é um desafio global. O etanol de cana-de-açúcar, produzido com ganhos de produtividade e investimentos em inovação, reforça o compromisso da Raízen com a redução das emissões e a sustentabilidade, contribuindo para a descarbonização em diversos setores da economia.

O SAF como uma estratégia crucial para a redução de emissões na aviação

A demanda por Combustível Sustentável de Aviação (SAF) está em ascensão, impulsionada pelo desejo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Os biocombustíveis SAF, produzido a partir de matérias-primas renováveis, tem o potencial de reduzir até 80% das emissões de gases de efeito estufa em comparação com combustíveis fósseis de aviação, segundo a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos).

A certificação da Raízen a posiciona como uma protagonista nesse cenário de biocombustíveis, alinhando-se com as metas estabelecidas pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) para redução de emissões na indústria da aviação.

A certificação ISCC CORSIA Plus não apenas reforça a liderança da Raízen na produção sustentável de biocombustíveis, mas também evidencia seu compromisso em ser um parceiro de escolha em soluções de baixo carbono. Ao se tornar a primeira produtora de etanol do mundo com essa certificação, a Raízen desempenha um papel vital na construção de um futuro energético mais sustentável e em harmonia com o meio ambiente.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR