MENU
Menu
Início Produção mais verde: sistema fotovoltaico como aliado estratégico do negócio no setor industrial

Produção mais verde: sistema fotovoltaico como aliado estratégico do negócio no setor industrial

15/05/2024 às 15:08
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News

Além da contribuição para o meio ambiente, afinal, trata-se de uma fonte energética limpa, a energia solar ainda é um importante aliado estratégico para os negócios do setor industrial. Isso porque, com a instalação desses equipamentos, a indústria pode conquistar redução significativa nos custos de produção, motivada pela queda abrupta na conta de energia, além de evitar prejuízos no sistema de produção, pois, com a integração do sistema de armazenamento solar a essa usina fotovoltaica, que inclui os inversores híbridos e baterias, é possível obter a autoprodução e segurança energética.

De fato, foi o segmento residencial que puxou o Brasil à 6ª colocação mundial entre os países com maior produção de energia solar, segundo dados da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar). Porém, com os benefícios alcançados por esses consumidores, aliado aos efeitos adversos provocados pelos apagões em várias regiões brasileiras, os demais segmentos de mercado começaram a enxergar o potencial dessa energia verde.

“O setor industrial começa a entender as possibilidades e o potencial de autoprodução de uma energia limpa e, mais ainda, com a garantia de segurança energética proporcionada pelo sistema de armazenamento. Além do benefício ao planeta, há a questão financeira. A economia na conta de energia é expressiva e, no caso de um apagão, uma planta industrial pode ter um enorme prejuízo com a interrupção do fornecimento de energia por um longo período”, explica Gilberto Camargos, diretor-executivo da SolaX Power no Brasil, líder em soluções para armazenamento de energia solar e a primeira fabricante a colocar um inversor híbrido no mercado asiático.

Artigos recomendados

Os sistemas solares convencionais são conectados à rede e injetam a energia diretamente na rede elétrica e, dessa forma, durante os apagões, esses sistemas não garantem o fornecimento de energia. É para solucionar esse gargalo que o sistema fotovoltaico evoluiu. Já presente em vários países do mundo, agora começam a chegar ao Brasil os inversores híbridos – que são o ‘cérebro’ do sistema, ou seja, equipamentos do sistema solar podem operar simultaneamente com uma fonte de energia (painéis solares) e um banco de baterias. Esses equipamentos permitem que a energia solar seja armazenada em baterias para ser usada em momentos como os de apagões, no período noturno ou nos chuvosos, por exemplo.

“A popularização do uso de sistemas de armazenamento já é uma realidade e com aplicações bastante amplas, desde o simples armazenamento de energia produzida pela geração de energia fotovoltaica e posterior uso em momentos de custo de energia mais elevados, até o uso como sistemas de backup para falta de energia elétrica fornecida pelas concessionárias de energia”, destaca Enan Ornaghi, diretor técnico da ABR Energias.

Energia Solar como estratégia de negócio

Atenta a esse cenário, a Romanha Alimentos decidiu incorporar o sistema fotovoltaico de armazenamento em sua planta localizada em Pinhais, região metropolitana de Curitiba/PR. O projeto contou com equipamentos da SolaX Power, por meio da ABR Energias – distribuidora pioneira no uso e venda dos equipamentos da SolaX no Brasil.

A usina fotovoltaica foi instalada na planta de mais de 11.000 metros quadrados, com capacidade produtiva de 20 toneladas diárias e com 174 colaboradores. O investimento total foi de mais de R$ 3,8 milhões, aprovados por meio do Programa de Eficiência Energética da Copel (Companhia Paranaense de Energia), regulado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), e contempla a instalação de uma usina fotovoltaica de geração solar, com cerca de mil painéis fotovoltaicos, além de um sistema de baterias de armazenamento de energia.

Ao longo de dois anos, a empresa espera contabilizar benefícios significativos de redução nos custos da operação e aumento da produção. “A expectativa é de uma economia em torno de 80% nos custos com energia elétrica consumidos hoje na empresa”, explica César Kulpa, CEO da Romanha.
E optar por incluir os inversores híbridos e baterias, que permitem o armazenamento de energia fotovoltaica, também foi motivado por uma questão econômica. “Pensamos na redução da taxa de consumo na ponta do processo industrial, onde o valor cobrado por kWh chega a ser 400% mais caro”, explica o CEO. E os planos da empresa são de expansão, já que, em breve, 100% da energia consumida na planta deve ser solar.

Sobre a SolaX Power – É uma multinacional fundada em 2012 com sede em Hangzhou, China, e filiais em vários países, incluindo Holanda, Alemanha, Reino Unido, Austrália, Japão e EUA. Com mais de 2.000 funcionários em todo o mundo, a empresa é reconhecida por sua atuação nas áreas de pesquisa e desenvolvimento: são mais de 100 patentes internacionais e mais de 500 certificações de mercado. Seu portfólio é composto de inversores fotovoltaicos, soluções de armazenamento de energia, carregadores veiculares e sistemas avançados de gerenciamento de energia. Seus inversores são conhecidos por sua eficiência, confiabilidade, adaptabilidade e controle inteligente. A SolaX Power está comprometida com a sustentabilidade, inovação e satisfação do cliente. Sua expansão em todo o mundo tem a proposta de contribuir para a transição global para um futuro mais verde.

Sobre a ABR Energias – A ABR Energias® atua no mercado de energia solar fotovoltaica desde 2012 e conta com profissionais com mais de 25 anos de experiência no desenvolvimento de soluções de engenharia em projetos de infraestrutura, tais como Usinas Fotovoltaicas, Usinas Hidroelétricas, Portos, Linhas de Transmissão entre outras.

Com foco exclusivamente em prover soluções para o mercado solar brasileiro, além de prover soluções em engenharia fotovoltaica em projetos em todas as regiões brasileiras, iniciou sólidas parcerias com fabricantes internacionais de painéis fotovoltaicos, inversores e sistemas de armazenamento de energia e tornou-se distribuidora de equipamentos e kits em 2022, estabelecendo um diferencial de fornecimento aos integradores parceiros da ABR Energias®.

®ABR Energias é marca registrada da BEH Soluções Ltda.

Sobre a Romanha Alimentos – A Romanha é uma indústria alimentícia paranaense. Há 50 anos no mercado, tem sua fábrica instalada em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba e conta com um portfólio com mais de 70 produtos entre pastéis, massas frescas, massas tipo caseira, massas recheadas, massas sem recheio, snacks e alimentos para variados momentos de consumo. A empresa que nasceu da produção caseira de pastel de seu fundador, conta com uma estrutura sólida, moderna e de alta capacidade para atender as mais diversas demandas. Atualmente está presente em dez estados, sendo eles: Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Acre e Pará.

Informações para a imprensa
Simone Cesário – Jornalista Responsável
Contato – 61 99911.7059
simonelovicesario@gmail.com

Adilson Mendes – Assessor de imprensa da Romanha Alimentos
Contato – 11 99110-0249
adilson@v3com.com.br

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x