Piratas atiram contra um navio gaseiro GPL no Congo

navio ataque piratas congo

Um grupo de piratas armados atacou um navio-tanque de GLP que fazia operações de abastecimento em 29 de outubro, a cerca de 101 milhas náuticas a oeste de Pointe Noire, na República do Congo.

O Centro de Relatórios de Pirataria do IMB disse que os piratas em uma lancha perseguiram e dispararam contra o navio-tanque de GLP, fazendo com que o navio acionasse o procedimento de parada de emergência e partisse. O mestre empregou manobras evasivas e aumentou a velocidade, conseguindo escapar dos piratas.

Todos os membros da tripulação estão seguros.

O ataque está sendo relatado dois dias depois que 11 membros da MV Pomerenia Sky, uma empresa de contêineres operada pelo alemão Peter Dohle Schiffahrts, foram sequestrados da Nigéria. A Midocean (IOM) Ltd informou que nove tripulantes permaneceram a bordo do navio de contêineres e ficaram ilesos, segundo a Reuters. A empresa acrescentou que a embarcação seguiu para águas seguras.

Um total de 156 incidentes de pirataria e assaltos à mão armada contra navios foram reportados ao Centro de Denúncia de Pirataria (PRC) da ICC International Maritime Bureau (IMB) nos primeiros nove meses de 2018, em comparação com 121 para o mesmo período de 2017. O Golfo da Guiné é responsável por 57 dos 156 incidentes relatados, com a maioria destes incidentes, 41, relatados na Nigéria e nos arredores.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Paulo Nogueira

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, com experiência no setor O&G em empresas nacionais e internacionais.