Petrobras fecha contrato com a POSH para atividades na Bacia de Campos

POSH Xanadu Petrobras vagas contrato
 

A plataforma será afretada por 8 meses pela Petrobras, a empresa informa que ela já terminando suas atividades no Golf do México e seguirá para o Brasil em poucos meses

A Pach Offshore Services Holdings (POSH) informou na sexta-feira que o POSH Xanadu, com capacidade para 750 pessoas, apoiará as atividades de produção da Petrobras na Bacia de Campos, depois de concluir seu atual trabalho na Plataforma de Pernas de Tensão da Chevron no Golfo do México. O contrato firmado com a Petrobras é de oito meses, com opção de extensão adicional de oito meses, acrescentou o POSH.

Esta é a segundo contrato que o POSH Xanadu, de 2014, ganhou da Petrobras, tendo apoiado a empresa entre 2015 e 2016, também na Bacia de Campos.

A POSH notou que, durante esse período, a unidade atingiu zero ferimentos com perda de tempo e quase 100% de conectividade com a passarela. O POSH Xanadu também mantém os mesmos registros operacionais do projeto Chevron.

Juntamente com seu navio-irmão POSH Arcadia, os dois SSAVs DP3 da POSH foram projetados para águas profundas e ambientes operacionais agressivos. Eles estão equipados para permitir soluções “walk-to-work” para o pessoal offshore.

Está plataforma é do tipo Flotel, que serve para acomodar os trabalhadores que estão em outra sonda unidade próxima, literalmente do lado e interligados por uma ponte( ou passarela). Gostaria de saber qual o melhor caminho para ingressar no ramo offshore e aproveitar a retomada do setor prevista para 2019? Acessem o artigo tutorial aqui, ele servira de guia nesta empreitada.

Empresa de recrutamento offshore na Angola contrata, inclusive brasileiros

 

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior