Petrobras divulga que vai se desfazer de ativos no Uruguai

Petrobras desinvestimento distribuição Uruguai

A Petrobras anunciou que vai vender todos os ativos do portfólio que possui no país vizinho como parte de sua politica de desvestimentos

Conforme divulgado ontem (12) pela Petrobras, foi dada a largada para a venda dos negócios da estatal brasileira nas áreas de distribuição de combustíveis, lubrificantes e fertilizantes no Uruguai. Segundo a estatal, o objetivo é se desfazer da totalidade de ações detidas por sua subsidiária, a Petrobras Uruguay Sociedad Anónima de Inversiones (Pusai), na Petrobras Uruguay Distribuición S.A (PUDSA), empresa atuante no setor de distribuição no país sul-americano.

Em nota, a companhia informou que a medida segue a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras e que “está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da empresa, visando a geração de valor para seus acionistas”.

A Petrobras vem com uma política de desinvestimentos nos últimos meses que, inclusive, já atingiu o país vizinho quando assinou recentemente um acordo com o governo uruguaio para deixar a área de distribuição de gás natural no país sul-americano. Veja mais detalhes desta transação aqui.

Negócios da Petrobras no Uruguai

O portfólio de ativos da estatal brasileira no Uruguai é bastante amplo, incluindo 90 estações de serviços, 16 lojas de conveniência, um terminal logístico de lubrificantes, uma fábrica de querosene de aviação. Além disso, a empresa ainda conta com dois terminais logísticos de armazenamento e distribuição de fertilizantes líquidos, sendo considerada a maior comercializadora do país.

Demais informações sobre a divulgação de oportunidade (“teaser”), bem como os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes, podem ser encontradas no site da empresa.

Veja também

Kelly Angelim

About Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil. Possui experiência em atividades da indústria petrolífera onshore, além de vivência em áreas técnico-administrativas e de pesquisa científica.