Petrobras desvalorizou 8,5 bilhões nesta semana: “Vende ou quebra de vez”, segundo Pedro Parente

Pedro parente soltou essa semana uma declaração polêmica sobre a crise na Petrobras e as dificuldades financeira que a estatal enfrenta.

O enredo dessa novela sem fim da Petrobras está começando a surtir efeitos irreversíveis para a saúde econômica da estatal, sobre tudo a do Brasil. Como se já não fosse ruim o suficiente, o mercado financeiro acabou sinalizando ao mundo esta semana mais 1  grau de rebaixamento da companhia na ordem de 8,5 bilhões na quarta( 14/03), fazendo os economistas do pais ficarem preocupados. Logo depois, Pedro Parente se manisfestou na impressa dizendo: ” Não há escolha, agora temos que vender tudo que podemos de nosso portfólio de ativos para a Petrobras não quebrar de vez”, exclama o atual presidente de modo fervoroso e notoriamente preocupado.

Parente lembra que a estatal brasileira fechou o ano de 2016  devendo ainda 100 bilhões  mas que do ponto de vista operacional, ela vem se destacando muito e maximizado suas atividades no desenvolvimento e pesquisa do pré-sal, que seria o “El dourado” para a retomada da economia na exploração dos combustíveis fósseis.

Estagnada pelos escândalos de corrupção que aparenta não chegar a seu ápice final tão cedo por conta das operações da Lava Jato, que a cada dia são descobertos mais e mais peixes grandes envolvidos em propinas,  o Brasil ainda vai demorar um pouco  para recuperar a confiança dos investidores.

A Petrobras ainda detém a maior divida de todas as grandes petrolíferas globais, então é extremamente importante que haja desinvestimentos de ativos economicamente não viáveis para permitir investimentos futuros. Apesar de muita gente ser contra a essas inciativas, é necessário lembrar que ela já vem acontecendo desde de que Graça Foster era presidenta da estatal, que por sinal é do PT, então ele não ve sentido do por que de tanta oposição sindical quanto a essas medidas.

O TCU( Tribunal de Contas da União) freou temporariamente a venda de ativos para que mudanças sejam feitas nessa política exigindo otimização de termos constitucionais e que haja um edital público para as licitações, que hoje em dia está sendo feito meio que no “boca a boca”, tudo questão de publicidade ao qual as medidas já estão sendo tomadas para atender as demandas do TCU nesse ponto.

Reforçando que por conta da demora em deliberações judiciais, a proposta de venda da  Petrobras Distribuidora (BR) ainda está em tramite e potências interessadas na compra desse e outros empreendimentos, estão sendo afugentados por conta desse  “toma lá da cá” sem fim do TCU. Caso esse política burocrática se estenda por mais um ano, a companhia será obrigada a mexer novamente nos preços dos combustíveis, diminuir investimentos e  ajustar custos.

Sobre obras do COMPERJ, Parente diz que a maioria das empresas que foram convidadas a realizar as obras foram estrangeiras, mas que há muitas empreiteiras brasileiras também concorrendo. O critério levado em consideração para essa licitação foi devido a obra ser de grande porte, então se faz necessário considerar a capacidade das empresas que conseguirão executa-las, e ironicamente, a maioria delas são estrangeiras, simples assim. Lembrando que após o 2ª semestre de 2017, as atividades desse complexo se iniciarão.

Em Houston, ao qual Pedro Parente estava em um evento com executivos da industria petrolífera, ele disse que há muito investidores interessados no pré-sal, inclusive a Shell, que já detém alguns blocos e deseja aumentar ainda mais seu portfólios operacionais em nossas águas.

Agora cara leitor e seguidor, estamos vendo as medidas sendo tomadas para que nosso país volte ao seu potencial máximo na indústria do Petróleo, mas por conta da crise e burocracias judiciais, essa novela terá seu enredo mais logo da história da dramatologia brasileira.

Fontes: O Globo https://goo.gl/jaOmSl

                Infomoney https://goo.gl/uyLWhv

Baixem o nosso aplicativo para Android, notícias e vagas de empregos na palma da mão com atualizações diárias, sempre focado em processos seletivos reais e com fontes de alta credibilidade. O app é leve e economiza muitos dados móveis, já que a maioria de nossos leitores acessam as nossas matérias em dispositivos móveis. Temos catalogo de produtos, cursos relacionados, empresas que estão contratando, dicas, vídeos e interação entre os usuários. BAIXEM AGORA NA PlayStore CLICANDO AQUI.

Paulo Nogueira

Apaixonado pelo ramo do petróleo e energia, eu e minha equipe dedicamos parte do nosso tempo provendo informações sobre economia e oportunidades deste setor através de fontes oficiais das empresas e comunicados a imprensa.

11 comentários em “Petrobras desvalorizou 8,5 bilhões nesta semana: “Vende ou quebra de vez”, segundo Pedro Parente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.