1. Início
  2. / Logística e Transporte
  3. / Conheça o novo PAC que pode impulsionar o transporte ferroviário no Brasil
Tempo de leitura 4 min de leitura Comentários 0 comentários

Conheça o novo PAC que pode impulsionar o transporte ferroviário no Brasil

Escrito por Keila Andrade
Publicado em 17/04/2024 às 09:58
Vista aérea de uma linha férrea no Brasil, simbolizando os avanços no transporte ferroviário através do Novo PAC.
Linha férrea no Brasil destacada pelo Novo PAC, representando o futuro do transporte ferroviário nacional.

Explorando o Renascimento Ferroviário do Brasil: Saiba mais sobre o Novo PAC e sua visão de transformação e desenvolvimento nacional.

O Brasil, conhecido por sua vasta extensão territorial e desafios logísticos, vislumbra no transporte ferroviário uma oportunidade de transformação e desenvolvimento. Com o lançamento do Novo PAC, um programa abrangente de investimentos em infraestrutura, o governo brasileiro está direcionando recursos significativos para revitalizar o setor ferroviário e acelerar sua retomada no país. 

Essa iniciativa representa um marco importante na história do transporte ferroviário brasileiro, prometendo impulsionar a economia, gerar empregos e promover o desenvolvimento regional.

Caminhos do Desenvolvimento: PAC fortalecerá o transporte ferroviário; REDE TV

Neste artigo, exploraremos os detalhes do Novo PAC e seu impacto no cenário ferroviário nacional, destacando os principais projetos e perspectivas para o futuro do transporte de carga e passageiros no Brasil.

Como o Transporte Ferroviário retomou o protagonismo

O transporte ferroviário, reconhecido por sua sustentabilidade, eficiência e segurança, tem se destacado como um meio fundamental para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. 

Após décadas de negligência, o setor começou a retomar seu protagonismo em 2023, com políticas específicas de incentivo e reconstrução lideradas pelo Ministério dos Transportes.

Com a implementação do Novo PAC, os projetos ferroviários foram elevados à categoria de prioridade pelo Governo Federal, com um investimento previsto de R$94,2 bilhões até 2026, segundo notícias publicadas pela Casa Civil. Essa medida visa fomentar a expansão do modal no país, reconhecendo sua importância estratégica para a economia nacional. 

“A tarefa não é simples, uma vez que o Brasil tem dimensões continentais, mas é extremamente necessária. Por isso, estamos discutindo novos modelos e pretendemos mais que quadruplicar os recursos aplicados em ferrovias no Brasil nos próximos anos”, ressaltou o ministro dos Transportes, Renan Filho.

O primeiro ano de gestão foi marcado por importantes avanços no setor ferroviário, destacando-se:

  • Criação da Secretaria Nacional de Transporte Ferroviário: Com o objetivo de atrair investimentos privados e impulsionar a indústria e a operação do setor, essa medida demonstra o compromisso do governo em promover o desenvolvimento sustentável do transporte ferroviário.
  • Retomada de obras estruturantes: Projetos como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a conclusão da Ferrovia Norte-Sul (FNS) foram retomados, sinalizando um novo impulso para a infraestrutura ferroviária do país.
  • Investimentos na transnordestina: Com um aporte de R$ 175 milhões, as obras da Transnordestina foram impulsionadas, contribuindo para fortalecer a integração regional e o desenvolvimento econômico do Nordeste brasileiro.
  • Crescimento na movimentação ferroviária: O país registrou um crescimento de 4,2% na movimentação ferroviária no último ano, evidenciando a importância crescente desse modal para o transporte de cargas e passageiros.
  • Estruturação do Plano Nacional de ferrovias: Uma diretriz fundamental para o crescimento do setor, o Plano Nacional de Ferrovias está em processo de estruturação e deve ser lançado em breve, delineando as prioridades e os investimentos necessários para o desenvolvimento da infraestrutura ferroviária do país.
  • Estudos para concessões: Diversos estudos estão em andamento para concessões de importantes trechos ferroviários, visando atrair investimentos privados e promover a modernização e expansão da malha ferroviária brasileira.
  • Consulta pública sobre política de transporte ferroviário de passageiros: Em busca de melhorias e avanços, o governo promoveu uma consulta pública sobre a política de transporte ferroviário de passageiros, visando aprimorar os serviços oferecidos e atender às demandas da população.

Resultado desses esforços, vemos a retomada de projetos que estavam paralisados, como é o caso da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), anunciada como a primeira obra a compor o Novo PAC. Com um investimento de R$ 1,5 bilhão nos 127 quilômetros do trecho 1F do lote 1, as obras seguem em ritmo acelerado, prometendo estabelecer um corredor vital para o escoamento de minério do sul da Bahia e de grãos do oeste baiano. O lote 2, entre Barreiras (BA) e Caetité (BA), com 485 quilômetros de extensão, já possui 65% das obras previstas concluídas.

A indústria ferroviária e o impacto no emprego e renda

O potencial da indústria ferroviária se reflete em números significativos: atualmente, o setor emprega cerca de 66 mil trabalhadores, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer). Um desses trabalhadores é Álvaro Aguiar, de 30 anos, que ingressou no canteiro de obras da Fiol em 2013, pela Infra S.A., empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes. Inicialmente como auxiliar de serviços gerais, ele se encantou com a complexidade e a importância do projeto, decidindo então cursar engenharia civil. 

Atualmente, já formado, faz parte do corpo técnico responsável pela fiscalização da obra.

Portanto, o setor ferroviário no Brasil está passando por uma fase de renovação e crescimento, impulsionado pelo compromisso do governo com o desenvolvimento sustentável e a modernização da infraestrutura de transporte do país. Com o Novo PAC e uma série de iniciativas estratégicas, o transporte ferroviário está se consolidando como uma peça fundamental para o progresso econômico e social do Brasil. 

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Tags
Keila Andrade

Jornalista há 20 anos, especialista em produção e planejamento de conteúdos online e offline para estruturas do marketing digital. Jornalista, especialista em SEO para estruturas do marketing digital (sites, blogs, redes sociais, infoprodutos, email-marketing, funil inbound marketing, landing pages).

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x