Menu
Início Nordeste lidera com propostas para Parques Eólicos Sustentáveis

Nordeste lidera com propostas para Parques Eólicos Sustentáveis

1 de fevereiro de 2024 às 17:38
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Comunidades do Nordeste
Foto: Juliana Zambelo – ClimaInfo.

Um marco em salvaguardas socioambientais

Em uma ação pioneira no Brasil, comunidades do Nordeste, diretamente impactadas pela expansão dos parques eólicos, uniram-se para formular um conjunto abrangente de mais de 100 salvaguardas socioambientais. Este documento, intitulado “Salvaguardas Socioambientais para Energia Renovável”, simboliza o primeiro esforço nacional de propor medidas mitigadoras para os efeitos adversos da geração de energia eólica, especialmente sobre comunidades e povos tradicionais e campesinos.

Este movimento, fruto de um ano de discussões e análises meticulosas, traz à tona a necessidade urgente de uma abordagem mais consciente e responsável na expansão rápida do setor de energias renováveis. O documento detalha como essa expansão tem intensificado conflitos territoriais, ameaçado a biodiversidade, e exacerbado injustiças e danos socioambientais.

Artigos recomendados

Desafios e soluções propostas

As salvaguardas abordam desafios críticos, entre eles, a disparidade nos contratos entre empresas e pequenos proprietários, a falta de análises qualificadas em outorgas concedidas pela Aneel e ineficácias no licenciamento ambiental. O grupo propõe soluções práticas como a definição de um conteúdo mínimo contratual para arrendamento, a definição de distâncias mínimas entre torres eólicas e edificações, e a priorização de áreas degradadas para novas instalações, visando reduzir o desmatamento.

A preocupação com a poluição sonora e luminosa também figura entre as recomendações, com sugestões para estudos específicos que possam mitigar esses impactos. Além disso, o documento enfatiza a necessidade de proteger as atividades tradicionais, a agricultura familiar, e as áreas protegidas, fortalecendo as políticas de fomento dessas práticas em detrimento do avanço das instalações eólicas.

Direitos humanos e consulta prévia

O direito à consulta prévia, livre e informada, conforme previsto na Convenção 169 da OIT, é uma das pedras angulares das salvaguardas propostas. Representantes das comunidades, como a professora Maria Rosa Almeida Alves do Movimento Salve as Serras, ressaltam a importância da integridade dos direitos humanos e da observância das leis ambientais, apontando para projetos específicos onde essas normas não estão sendo respeitadas.

Durante o processo colaborativo de elaboração do documento, diversos encontros presenciais foram realizados em capitais nordestinas, sob a égide do Plano Nordeste Potência. Esta iniciativa, uma coalizão de ONGs, enfatiza que a transição energética deve ser realizada de maneira socialmente justa e inclusiva, considerando não apenas o meio ambiente mas também o bem-estar e os direitos das comunidades locais.

Em resumo, este documento representa um marco significativo na luta por uma energia renovável que seja verdadeiramente sustentável, enfatizando a importância de uma transição energética que respeite os direitos e o modo de vida das comunidades locais, e que esteja alinhada com os mais altos padrões de justiça social e ambiental.

Fonte: Juliana Zambelo – ClimaInfo.


Você quer receber apenas notícias e vagas de emprego do seu interesse? A solução chegou através do app CPG VAGAS E NOTÍCIAS! Se você é pintor, vai receber no seu celular apenas oportunidades neste cargo. E será assim com pedreiro, técnico, engenheiro e etc..... Não perca nada do que acontece no mercado de trabalho e econômico do Brasil, baixe agora o app CPG VAGAS E NOTÍCIAS, disponível para Android e IOS!

APP CPG VAGAS E NOTÍCIAS

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
BANNER POPUP CPG VAGAS E NOTICIAS 2 Fechar