MENU
Menu
Início Mega fábrica de etanol da Inpasa terá investimento de R$ 2,2 BILHÕES e deve gerar 2 mil vagas de emprego

Mega fábrica de etanol da Inpasa terá investimento de R$ 2,2 BILHÕES e deve gerar 2 mil vagas de emprego

15 de fevereiro de 2024 às 23:48
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Sidrolândia vai ganhar uma nova fábrica de etanol de milho da Inpasa, que deve gerar 2 mil vagas de emprego e produzir energia renovável.
Fonte: Portal RCIA

Sidrolândia vai ganhar uma nova fábrica de etanol de milho do grupo Inpasa, que deve gerar 2 mil vagas de emprego e produzir energia limpa e renovável. A fábrica é a segunda do grupo no estado e terá um investimento total de R$ 2,2 bilhões.

Sidrolândia, uma cidade do Mato Grosso do Sul com cerca de 47 mil habitantes, vai ganhar uma nova fábrica de etanol de milho do grupo Inpasa, a maior processadora de milho em etanol da América Latina. A nova unidade, que deve ser inaugurada até outubro deste ano, deve gerar 2 mil vagas de emprego na região, além de produzir combustível limpo e renovável, energia elétrica a partir da biomassa, e outros produtos derivados do milho.

Veja: Grupo Inpasa no Mato Grosso do Sul

Fonte: TVF Fazenda Canal 9

Grupo Inpasa investe R$ 2,2 bilhões em fábrica de etanol de milho em Sidrolândia e beneficia milhares de famílias

A fábrica de Sidrolândia será a segunda do grupo Inpasa no estado, que já conta com uma unidade em Dourados.

Artigos recomendados

A empresa também tem plantas em Mato Grosso (Sinop e Nova Mutum) e no Paraguai (Nova Esperança e San Pedro).

A Inpasa é uma das primeiras indústrias de etanol de milho do Brasil, e tem como diferencial a sustentabilidade e a valorização da matéria-prima local.

O projeto da nova fábrica recebeu a licença para instalação na última sexta-feira (09/02), em um evento que contou com a presença do governador Eduardo Riedel (PSDB), da ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB), da senadora Tereza Cristina, e dos diretores da Inpasa.

Na ocasião, também foi lançada a segunda fase da obra, que terá um custo total de R$ 2,2 bilhões.

A primeira fase, iniciada em setembro do ano passado, já consumiu R$ 1,2 bilhão.

Sidrolândia se torna polo de etanol de milho com nova fábrica da Inpasa, a maior da América Latina

A fábrica de Sidrolândia terá uma área de 170 mil m² e uma capacidade de produção anual de 800 milhões de litros de etanol, 450 mil toneladas de DDGS (fonte de energia e proteína para nutrição animal), 44 mil toneladas de óleo de milho (utilizado na fabricação de rações e biodiesel), e 400 GWH de energia elétrica.

A energia será gerada a partir da queima da biomassa do milho, garantindo um baixo impacto ambiental.

O governador Eduardo Riedel destacou a importância do investimento para o desenvolvimento do estado e da região.

“Investimento como este deve ser acolhido e abraçado pela comunidade e isto ocorreu em Sidrolândia. Para receber estes grandes empreendimentos, o Estado deve fazer sua parte, com estrutura e as devidas condições para os empresários investirem”, disse.

Segunda fábrica de etanol de milho em MS promete revolucionar o setor energético e gerar muitas vagas de emprego

O vice-presidente da Inpasa, Rafael Ranzolin, afirmou que o projeto está adiantado e que a empresa tem um carinho especial por Mato Grosso do Sul.

“Não esperávamos em tão pouco tempo já estarmos lançando a segunda fase da obra. Temos um carinho especial por MS”, declarou.

A ministra Simone Tebet ressaltou que a nova fábrica deve gerar novas vagas de emprego, renda e dignidade para as famílias de Sidrolândia, que hoje tem a economia baseada em agropecuária.

“Emprego, renda e dignidade para as famílias, trazendo crescimento para cidade, hoje é um dia para se comemorar. Agradecer aos empresários por acreditar nesta terra”, disse.

A fábrica de Sidrolândia é mais um exemplo de como a Inpasa está contribuindo para o avanço do setor de etanol de milho no Brasil, que tem se mostrado uma alternativa viável e sustentável para a produção de energia e outros produtos de valor agregado.

Fonte: Campo Grande News

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x