GranIHC conquista grande contrato offshore no Brasil

GranIHC plataforma petróleobaciade campos contrato
 

A Equinor contemplou a GranIHC para serviços de comissionamento offshore na Bacia de Campos e a plataforma que está no Porto do Açú, será usada novamente nas operações da empresa

A Equinor selecionou a joint venture GranIHC Services, sediada no Brasil, para realizar serviços de conexão e comissionamento offshore para a segunda fase de desenvolvimento de petróleo pesado de Peregrino, na Bacia de Campos.  O contrato de 21 meses, vigente a partir de 1º de janeiro, inclui planejamento, mobilização e execução.

O contrato é voltado para a instalação da plataforma de cabeça de poço C de Peregino, atualmente em construção na Europa e nos EUA.

A seleção fornece um endosso da estratégia da empresa Gran Investimentos de oferecer soluções integradas de ciclo de vida através de uma joint venture 50:50 com a empresa holandesa Royal IHC.

O navio de acomodação semi-submersível compacto da GranEnergia Olympia foi anteriormente selecionado pela Equinor para fornecer acomodação e serviços relacionados durante a fase de execução offshore da segunda fase de Peregrino.

O Olympia flotel encerrou seu contrato com a Petrobras no final de 2018 e atualmente está atracado no porto do Açu e no terminal marítimo no Brasil.

A Peregrino, que tem capacidade de produção de 100.000 barris por dia, é o maior campo de produção offshore operado pela Equinor fora da Noruega.

O desenvolvimento da segunda fase de US $ 2,4 bilhões envolve a adição de uma terceira plataforma fixa de poço em 100 metros de água e prolongará a vida produtiva de Peregrino, adicionando 273 milhões de barris de reservas recuperáveis.

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.