MENU
Menu
Início Equinor anuncia investimento de R$ 42 milhões em pesquisa para impulsionar exploração de petróleo no pré-sal brasileiro

Equinor anuncia investimento de R$ 42 milhões em pesquisa para impulsionar exploração de petróleo no pré-sal brasileiro

10 de agosto de 2023 às 18:52
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A Equinor está focada na expansão dos seus projetos de pesquisa para a exploração de petróleo no pré-sal brasileiro. O investimento da empresa será destinado a parcerias com o CNPEM, UFSC e Unicamp.
Foto: Øyvind Hagen/Equinor

A Equinor está focada na expansão dos seus projetos de pesquisa para a exploração de petróleo no pré-sal brasileiro. O investimento da empresa será destinado a parcerias com o CNPEM, UFSC e Unicamp.

A empresa global de energia Equinor anunciou nesta quinta-feira, (10/08), um investimento estratégico de R$ 42 milhões em pesquisa e desenvolvimento no Brasil, direcionado para o setor do pré-sal. Esse compromisso reflete a busca contínua por avanços tecnológicos e inovações sustentáveis na exploração de petróleo, fortalecendo sua parceria com instituições acadêmicas renomadas no âmbito da pesquisa.

Equinor se prepara para injeção de recursos para pesquisas de exploração do pré-sal

A gigante global de energia, Equinor, reafirma seu compromisso com avanços sustentáveis na indústria de petróleo e gás ao anunciar um investimento estratégico em pesquisa e desenvolvimento (P&D) focado nas reservas de pré-sal no Brasil.

Artigos recomendados

Com o objetivo de impulsionar a inovação, a Equinor alocará recursos significativos, totalizando R$ 42 milhões, para financiar pesquisas e desenvolvimento no setor do pré-sal.

Esses investimentos serão direcionados tanto para aprimorar infraestruturas-chave, quanto para parcerias com instituições acadêmicas de renome. Entre elas, estão a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

Essas parcerias visam ampliar o conhecimento sobre a exploração de petróleo no pré-sal e abrir novos horizontes para o setor.

A colaboração entre a Equinor e a Unicamp se concentra na análise das características das rochas presentes nas reservas de pré-sal. O foco está na porosidade, permeabilidade e comportamento dessas rochas em relação a diferentes tipos de petróleo.

Já a parceria entre a Equinor e a UFSC tem como objetivo compreender as complexas interações entre diferentes fluidos e as rochas reservatório do pré-sal.

Utilizando técnicas avançadas de análise microtomográfica no Sirius, busca-se criar um protocolo digital para investigar essas interações, abrindo caminho para simulações numéricas mais precisas.

Por fim, a colaboração entre a Equinor e o CNPEM tem um foco claro: fortalecer a infraestrutura científica do país. Especificamente, a parceria visa desenvolver a linha de luz Mogno, permitindo análises detalhadas e avançadas de amostras do pré-sal, contribuindo assim para uma exploração mais sustentável.

Equinor avança em investimentos voltados à nova fonte de luz Sirius no Brasil

No mercado atual de pesquisas relacionadas à exploração do petróleo surge uma notável conquista: o Sirius, uma inovação marcante no campo da física e da tecnologia.

Essa é a mais recente fonte de luz síncrotron do Brasil, que desempenha um papel fundamental na exploração das fronteiras do conhecimento.

No cerne do Sirius reside sua capacidade única de produzir luz síncrotron, um tipo de radiação eletromagnética altamente intensa e de amplo espectro.

Esse feito é alcançado por meio de aceleradores de partículas de grande porte, que imprimem energia a elétrons a velocidades incríveis, resultando em emissões de luz síncrotron que iluminam o microcosmo da matéria.

Dessa forma, ao  investir em pesquisas no Sirius, a Equinor reforça sua posição como pioneira comprometida com a inovação e a pesquisa no ramo da exploração de petróleo no pré-sal brasileiro.

A presidente da Equinor no Brasil, Veronica Coelho, destacou: “Investir em tecnologia e inovação é crucial para otimizar o setor de óleo e gás, acelerar projetos em energias renováveis e desenvolver soluções de baixo carbono, em linha com a nossa estratégia global. Nesse sentido, temos trabalhado para fomentar o desenvolvimento de soluções que contribuam para a eficiência de nossas operações, ao mesmo tempo em que estimulamos a ciência em nosso país”.

Agora, a Equinor seguirá administrando o investimento milionário em pesquisa de exploração no pré-sal para trazer ainda mais inovação ao mercado de petróleo nacional.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR