MENU
Menu
Início Construção de novos Institutos Federais (IFs) no RS deve gerar 7 mil vagas de emprego

Construção de novos Institutos Federais (IFs) no RS deve gerar 7 mil vagas de emprego

2 de abril de 2024 às 21:47
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A expansão dos Institutos Federais (IFs) no Rio Grande do Sul promete gerar 7 mil vagas de emprego com a construção de cinco novos campi.
Foto: Canva

A expansão dos Institutos Federais (IFs) no Rio Grande do Sul promete gerar 7 mil vagas de emprego com a construção de cinco novos campi. Os investimentos de R$ 25 milhões por unidade visam fortalecer a educação técnica e impulsionar o desenvolvimento econômico regional.

A construção de cinco novos campi dos Institutos Federais (IFs) no Rio Grande do Sul está prevista para revolucionar o cenário educacional e econômico do estado. A medida, divulgada pelos canais oficiais do Ministério da Educação (MEC), promete gerar cerca de 7 mil vagas de emprego, principalmente em cursos técnicos integrados ao ensino médio.

Esse avanço, além de ampliar o acesso à educação de qualidade, também representa um impulso significativo para o setor da construção civil, que se beneficiará com as obras de implantação dos novos campi.

Artigos recomendados

Expansão dos Institutos Federais (IFs)

Segundo o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RS (IFRS), Júlio Heck, a iniciativa é considerada histórica para toda a rede federal e para o próprio estado gaúcho.

Heck enfatiza o papel transformador dos institutos federais na vida das pessoas e no desenvolvimento das regiões onde estão inseridos.

A implementação dos novos campi está prevista em municípios estratégicos como Porto Alegre, Caçapava do Sul, São Luiz Gonzaga, São Leopoldo e Gramado, expandindo assim a presença dos IFs no território gaúcho.

Atualmente, o Rio Grande do Sul já conta com três Institutos Federais, com os campis distribuídos em mais de 40 municípios.

A expectativa é de que a operação dos novos campi seja iniciada em breve, porém o Palácio do Planalto ainda não divulgou uma data oficial para o início das atividades.

Segundo o IFRS, o processo de implementação demandará alguns anos, considerando diversos aspectos como obras, concursos, consulta e identificação das demandas regionais.

Custos e Planejamentos para a Construção dos Novos Campus do Instituto Federal

Cada novo campus tem um custo estimado de R$ 25 milhões, sendo R$ 15 milhões destinados à infraestrutura e R$ 10 milhões para aquisição de mobiliário e novos equipamentos.

O número de professores em cada unidade será definido conforme critérios estabelecidos pelo MEC, com base em fases anteriores que contaram com 70 docentes e 45 técnicos entre os anos de 2011 e 2014.

O governo federal destaca que a construção dos novos campi dos Institutos Federais terá um impacto significativo no setor da construção civil, gerando vagas de emprego e renda.

Além disso, os novos Institutos Federais, quando estiverem em pleno funcionamento, serão catalisadoras do desenvolvimento local e regional, proporcionando mais oportunidades de qualificação profissional e educação de excelência para os jovens do estado.

Sobre o IFRS

Fonte: IFRS
0 0 Votos
Avalie o Artigo

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x