MENU
Menu
Início Concorde ficou ultrapassado? Avião hipersônico SR-72 está chegando para redefinir tudo com 7.350 km/h!

Concorde ficou ultrapassado? Avião hipersônico SR-72 está chegando para redefinir tudo com 7.350 km/h!

2 de abril de 2024 às 19:35
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Avião supersônico SR-72
Foro: Blackird- SR 72

Novo avião hipersônico SR-72 chega em breve para substituir o SR-71 Blackird. Os criadores do modelo afirmam que a aeronave é capaz de atingir Mach 6.

A Lockheed Martin, fabricante de produtos aeroespaciais e principal produtora de equipamentos militares do mundo, anunciou há mais de 10 anos o desenvolvimento do sucessor do SR-71, avião supersônico conhecido como Blackbird. Este foi o avião mais rápido do mundo e possuía a capacidade de alcançar velocidades três vezes maiores que a do som, e o avião hipersônico SR-72 deve possuir características ainda mais impressionantes. O projeto do avião hipersônico SR-72 está sob responsabilidade do Skunk Works, programa de desenvolvimento avançado.

A Lockheed chama o SR-72 de divisor de águas. Ele será uma nave hipersônica não-tripulada e o modelo deve conseguir atingir a velocidade de Mach 6, o equivalente a 7.350 km/h. Desta vez, o objetivo não é apenas que a nave seja uma espiã, contudo que também consiga alcançar alvos. Especialistas afirmam que o jet poderia chegar a qualquer lugar do mundo em apenas uma hora. 

Artigos recomendados

Avião hipersônico SR-72 pode atingir 7.350 km/h

Acredita-se que o avião hipersônico SR-72 seja um dos maiores sucessores do SR-71 Blackbird, que estabeleceu recordes em 1974 como a aeronave tripulada mais rápida e foi aposentado pela Força Aérea dos EUA em 1998. O SR-72 é considerado não tripulado, hipersônico e reutilizável. As suas principais funções serão provavelmente inteligência, vigilância e reconhecimento.

O SR-72 também deve usar a nova arma de ataque de alta velocidade (HSSW) da Lockheed Martin, melhorando sua capacidade de ataque. As capacidades de combate da aeronave a tornam ideal para atacar alvos em ambientes perigosos, onde o uso de aeronaves tripuladas seria muito lento ou muito arriscado. O novo sistema de armas será capaz de lançar armas hipersônicas de forma mais ágil.

Avião hipersônico SR-72 deve entrar em operação em 2030

O avião hipersônico SR-72 será parecido com o seu antecessor, o SR-71 Blackbird, e terá 30 metros de comprimento. A aeronave deve entrar em atividade até 2030, de acordo com o roteiro da Força Aérea dos EUA. O SR-71 está sendo trabalhado pela divisão secreta de desenvolvimento avançado da Lockheed Martin, ou Skunk Works.

Concorde ficou ultrapassado? Avião supersônico SR-72 está chegando para redefinir tudo com 6.000km/h!
Foto: Divulgação

Esta aeronave não tripulada possui o potencial de mudar fundamentalmente a forma como a aviação é usada para fins militares. A alta velocidade permite que o piloto chegue ao seu destino muito mais rápido. Desta forma, é possível voar dos EUA para a Europa em apenas uma hora e meia, por exemplo.

A tecnologia dos motores a jato melhorou significativamente nos quase 60 anos desde que o SR-71 foi desenvolvido. Contudo, é necessária uma forma mais avançada de propulsão para alcançar as velocidades exigidas. O programa SR-72 está focado no desenvolvimento de um novo motor que combina motores turbojato com um motor a jato hipersônico (scramjet), que é capaz de atingir e manter velocidades acima de Mach 5 e até potencialmente exceder Mach 10.

Conheça o antecessor: SR-71 Blackbird

O SR-71 Blackbird começou a ser usado pela Força Aérea dos Estados Unidos em dezembro de 1964 e foi retirado de operação em 1990. Já a NASA operou ele entre 1991 e 1999 para pesquisas. Depois de 1999, todos os SR-71 remanescentes foram levados a museus dos EUA e no Reino Unido. Foram produzidos 31 deles e nenhum foi abatido, mas 12 foram perdidos em acidentes.

O SR-71 foi apelidado de Blackbird (pássaro negro) devido sua pintura de alta emissividade negra, que ajudava na irradiação do calor e reduzia o estresse térmico na fuselagem. Devido à altíssima velocidade e atrito com o ar, a temperatura média da superfície externa chegava a 330 °C.

0 0 Votos
Avalie o Artigo

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
2 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Uilson de Jesus Carvalho
Uilson de Jesus Carvalho
Visitante
4 de abril de 2024 16:41
Atenção: todas as indústrias produtoras de armamentos nos Estados Unidos SÃO PRI-VA-DAS porque eles sabem que se quiserem ter armamentos no estado da arte, essas indústrias NÃO PODEM ESTAR SUBMETIDAS AOS BUROCRATAS, TEM QUE SER PRIVADAS PARA PODER HAVER PESQUISA E INOVAÇÃO CONTÍNUAS !!!
Alcione Rodrigues da Rosa
Alcione Rodrigues da Rosa
Visitante
4 de abril de 2024 23:58
O SR71 apesar de ser mais (Veloz), possuía vários equipamentos bem avançados para a época, [Câmeras de Alta Resolução, Sensores, Um potente Sistema de Refrigeração e Um Sofisticado Sistema de Navegação pelas Constelações do Ceu], onde a tripulação poderia se orientar quando estivesse em (Missão). Nota: Foram na Realidade contruidos 32 aparelhos. – alcione.rodrigues738.ar5749@gmail.com
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
2
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x